Veja a cidade:

Pagamento por floresta em pé é discutido no COP26 e pode movimentar R$ 30 bilhões em 4 anos

O novo crédito sustentável permite o produtor rural de receber e se dedicar na preservação de florestas de sua propriedade


O Brasil está cheio de novidades à mostra no COP26, a 26ª Conferência das Organizações das Nações Unidas (ONU) sobre as Mudanças Climáticas, são 26 empresas que representam o país nesta edição, que começou no dia 31 e vai até o dia 12 de novembro.

A pauta do momento é o modelo alternativo de crédito, desenvolvido pela Brasil Mata Viva, que permite manter as florestas em pé, chamado da Unidade de Crédito de Sustentabilidade (UCS). O crédito pode ser comercializado entre produtores certificados por manter a floresta, empresas e pessoas físicas interessadas em reduzir ou neutralizar o impacto ambiental que geram. Está estimado um potencial de R$ 30 bilhões pelos próximos 4 anos, segundo o Governo Federal.

O novo crédito sustentável surgiu após a aprovação da Cédula de Produto Rural (CPR) Verde, onde é um título financeiro para o produtor rural receber para se dedicar a preservação de florestas e matas em sua propriedade, atualmente há mais de 200 produtores rurais cadastrados na CPR.

Para especialistas, a UCS é uma ferramenta que permite ao brasileiro o uso próprio do dinheiro para preservações de nossas terras, sem que precise de dinheiro de outros países para isso, já que temos a Floresta Amazônica, que é assunto do mundo inteiro por conta de desmatamentos ilegais e programas de incentivo à preservação.

Ao negociar a UCS, o produtor recebe uma certificação da existência da floresta e, parte correspondente a sua compra será mantida nesse período. Quem criou a forma como é gerida a UCS foi a Universidade Estadual Paulista (Unesp), junto a auditorias internacionais.

Os serviços da UCS conta com a preservação da fauna, de recursos hídricos, madeira preservada, além de se atentar com o volume de carbono que essas florestas retiram do ar.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

JORNAL VER A CIDADE – ANO 3 – EDIÇÃO 36 – Maio de 2022

https://issuu.com/jornalveracidade/docs/edi_o_ver_a_cidade_14.05.22_web

ONG constrói escola 100% renovável com materiais recicláveis no Tatuapé, Zona Leste

Foi usado 2,5 milhões de embalagens plásticas recicladas A ONG...

Em dois dias, mais de 740 veículos são abordados pelas polícias de SP na capital

Ação visa conter criminalidade, que tem se agravado nos...

JORNAL VER A CIDADE – ANO 3 – EDIÇÃO 36 – Maio de 2022

https://issuu.com/jornalveracidade/docs/edi_o_ver_a_cidade_14.05.22_web

ONG constrói escola 100% renovável com materiais recicláveis no Tatuapé, Zona Leste

Foi usado 2,5 milhões de embalagens plásticas recicladas A ONG Mangalô resolveu inovar na sustentabilidade e construir uma escola, inédito na capital paulista, com toda...

Em dois dias, mais de 740 veículos são abordados pelas polícias de SP na capital

Ação visa conter criminalidade, que tem se agravado nos últimos meses na cidade As Polícias Civil e Militar abordaram mais de 740 veículos entre sexta-feira...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui