No menu items!
19.2 C
São Paulo
terça-feira, 21 maio, 2024

Secretaria do Trabalho abre curso de empreendedorismo para imigrantes e refugiados que vivem em SP

O projeto Fábrica de Negócios é ideal para as pessoas que têm um negócio em fase inicial, ou uma ideia a ser estruturada e testada. Dessa forma, a partir da iniciativa, é possível avaliar a viabilidade econômica e o diferencial competitivo, para que o conteúdo se transforme em um negócio rentável


A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, abriu 30 vagas para o curso de empreendedorismo para imigrantes que vivem na capital paulista. A iniciativa faz parte da Semana do Imigrante sobre Políticas Públicas da Cidade de São Paulo para Imigrantes e Refugiados.

As inscrições podem ser feitas pelo link: www.bit.ly/fabrica_imigrantes

“A Prefeitura de São Paulo conta com diversas ações que são importantes para o imigrante se sentir acolhido e ter uma qualidade de vida na capital, como as vagas de emprego oferecidas pelo Cate. No local, os refugiados podem se candidatar a uma das centenas de oportunidades oferecidas diariamente e conquistar o seu primeiro emprego no Brasil. Já quem quer ser dono do seu próprio negócio, pode utilizar os serviços da Ade Sampa, que oferece dicas e orientações sobre formalização, além de cursos e capacitações sobre empreendedorismo”, explica Armando Junior, secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo.

Fábrica de Negócios

O projeto Fábrica de Negócios é ideal para as pessoas que têm um negócio em fase inicial, ou uma ideia a ser estruturada e testada. Dessa forma, a partir da iniciativa, é possível avaliar a viabilidade econômica e o diferencial competitivo, para que o conteúdo se transforme em um negócio rentável.

O programa possui módulos de qualificação técnica realizados em duas fases. A primeira tem como objetivo estimular os participantes a trocar informações sobre suas ideias de negócios, identificar oportunidades a partir de suas realidades, experiências, aprendizagens compartilhadas e redes de contatos. Também possibilita identificar seu público-alvo, explorando as ideias com mais clareza, para construir soluções inovadoras para os novos empreendimentos.

A segunda fase tem como objetivo fortalecer as ideias e os modelos de negócio. Neste momento, os participantes conhecem e adquirem ferramentas fundamentais para validar ou invalidar sua ideia. O objetivo principal é levar os participantes a desenvolver seus MVPs (Mínimo Produto Viável) e realizar as primeiras vendas, estimulados por meio de uma metodologia dinâmica.

Serviço: Fábrica de Negócios On-line
Data de início:
05 de julho às 19h
Inscrições: http://www.bit.ly/fabricade_negocios


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

Foto: PICHA Stock no Pexels

- Patrocinado -

Últimas

Aquático-SP é inaugurado e deve beneficiar 385 mil moradores da Zona Sul

Na operação assistida, das 10h às 16h, a expectativa...

CEU Campo Limpo terá extensão de Etec no segundo semestre de 2024

Cursos técnicos serão administrados pelo Centro Paula Souza O CEU...

Festival Sesc Culturas Negras apresenta mais de 80 atividades em 27 unidades

A programação reforça as celebrações do dia 25, Dia...

Aquático-SP é inaugurado e deve beneficiar 385 mil moradores da Zona Sul

Na operação assistida, das 10h às 16h, a expectativa é atender 3 mil passageiros por dia com os dois barcos O Aquático-SP, primeiro transporte hidroviário...

CEU Campo Limpo terá extensão de Etec no segundo semestre de 2024

Cursos técnicos serão administrados pelo Centro Paula Souza O CEU Campo Limpo ganhará a extensão da Etec Carolina Carinhato Sampaio, com o curso de Recursos...

Festival Sesc Culturas Negras apresenta mais de 80 atividades em 27 unidades

A programação reforça as celebrações do dia 25, Dia Mundial da África Divulgação foto André Frutuôso Entre os dias 22 e 26 de maio, acontece o...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui