No menu items!
25.1 C
São Paulo
quarta-feira, 12 junho, 2024

Zona Sul celebra Agosto Indígena com intervenções artísticas em conscientização aos povos originários

Prefeitura promove programação especial em comemoração à cultura indígena durante todo o mês


A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), anunciou programação especial para celebrar o Agosto Indígena. Comemorado na quarta-feira (9), o Dia dos Povos Indígenas é o grande destaque das celebrações que levam debates, contações de histórias, intervenções artísticas e shows para toda a cidade. Katumirim e MC Dellacroix estão entre as atrações da programação especial.

O Agosto Indígena é celebrado desde 2021 na capital e visa promover uma programação dedicada à celebração dos povos originários, à conscientização da população sobre os seus direitos e sobre a importância de preservar e fortalecer suas ancestralidades, além de promover seus espaços de protagonismo. O Agosto Indígena vem ao encontro da celebração do Dia dos Povos Indígenas, comemorado anualmente no dia 9 de agosto.

Durante todo o mês de agosto, em diversos pontos da cidade, a programação especial da cultura indígena traz debates, contações de histórias, intervenções artísticas e shows como de Katumirim e MC Dellacroix.

Confira programação pela Zona Sul:

Festival Som & Potência. Shows de Lyryca, Nyaray e Ingrid Martins. Domingo (20), às 19h – Centro Cultural da Diversidade.

Vivência da Cultura Indígena da Etnia Tariano com Grupo de Artes Dyroa Bayá – Vivência. O artista educador Anderson Kary Báya mostra como eram as vestes tradicionais indígenas antes da chegada dos colonizadores, falando a língua indígena tukano. Depois com roupas urbanas, inicia uma apresentação em português com cantos e danças, além de ensinar a língua tukano; assim conta uma breve história para que as crianças tirem suas dúvidas e tirem fotos suas de lembrança. Sexta (17), às 14h – Casa de Cultura M’Boi Mirim e quinta (24), às 14h – Casa de Cultura Campo Limpo.

Sarau da Retomada – Sarau. Movimento de transformação que traz consigo a arte, o brincar e as várias manifestações das culturas Originárias de Pindorama. Contudo, é um espaço de acolhimento, conexões, identidades indígenas e periféricas. Sábado (26), às 13h – Casa de Cultura Hip Hop Sul.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Esclerose Múltipla: Diversidade de sintomas iniciais pode dificultar diagnóstico

Doença não é fator limitante para projetos pessoais e...

Escola Politécnica desenvolve chipset inovador para Internet das Coisas

Dispositivo coloca o Brasil na mesma página da tecnologia...

Esclerose Múltipla: Diversidade de sintomas iniciais pode dificultar diagnóstico

Doença não é fator limitante para projetos pessoais e profissionais, incluindo a gravidez A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença autoimune e neurodegenerativa, que afeta...

ARTIGO | Dia Mundial do Meio Ambiente: Restauração de terras, desertificação e resiliência à seca

A iniciativa Nutrientes para a Vida se une, nesse dia 5 de junho, a milhões de pessoas em todo o mundo para celebrar o...

Escola Politécnica desenvolve chipset inovador para Internet das Coisas

Dispositivo coloca o Brasil na mesma página da tecnologia global, de acordo com o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação A USP anunciou um chipset...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui