No menu items!
25.9 C
São Paulo
quinta-feira, 20 junho, 2024

Polo Ecoturístico de Parelheiros marca presença no SP Gastronomia

A Ade Sampa (Agência São Paulo de Desenvolvimento) selecionou 17 produtores para fortalecer a produção gastronômica paulistana e a cadeia de agricultura na cidade


O Parque Villa-Lobos foi palco da 1ª Edição do SP Gastronomia, evento realizado pelos jornais O Globo e Rádio CBN, em parceria com a Prefeitura e com o Governo do Estado de São Paulo, entre quinta-feira (29) e domingo (2), com estandes de restaurantes renomados, escolhidos a dedo pelo Grupo Globo, provocando uma viagem pelo Brasil e no Mundo através da cozinha.

A Ade Sampa (Agência São Paulo de Desenvolvimento) selecionou 17 produtores para fortalecer a produção gastronômica paulistana e a cadeia de agricultura na cidade. Dentre eles, o Recanto do Jakinha Orgânicos, da Dona Bernadete, representou o Polo Ecoturístico de Parelheiros. “Trabalhamos com geleia, principalmente de Cambuci, uma fruta rara nativa da Mata Atlântica”, se apresentou Dona Bernadete.

Já Albert Sassaki, do Sítio Nossa Vida, também de Parelheiros, representou o extremo-sul paulistano com uma viciante Banana Chips! “Foi muito honroso expor nosso produto e mostrar para as pessoas tudo o que Parelheiros traz. Trouxemos o excedente de bananas verdes, e a gente converteu em Chips”, explicou, enquanto o jornalista se apaixonava pelo sabor, completando: “Também trouxemos a Azedinha, uma Planta Alimentícia Não-Convencional, que não é popular nos mercados, mas convertemos em uma pasta de azedinha composto por azeite, sal, alho, castanha-do-pará e muita azedinha, trazendo uma experiência gastronômica muito interessante”.

Albert Sassaki, do Sítio Nossa Vida, representou o extremo-sul paulistano com uma viciante Banana Chips!

No sábado (1), o Auditório contou com uma palestra de Guilherme Schoeffer, do Sitio Sampa SP, sobre as importâncias da horta urbana. Para que uma horta urbana seja rentável, é necessário realizar parcerias entre agricultores. “Formar parcerias para você ter na sua horta, não só seus produtos, mas conseguir criar uma rede de fornecedores, pode complementar para uma rendar melhor. Na minha horta eu só produzo alface e verduras. Mas outro produtor fornece arroz, outro feijão, e com isso trago os produtos, deixando uma margem pra mim e fomentando a venda de uma ‘cesta básica’, deixando atrativo para o cliente”, explicou, fazendo uma menção para a Zona Sul, que possui a maior área verde da cidade.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

A regulação das redes sociais e fake news no Brasil

A regulação das redes sociais e o combate às fake news tornaram-se tópicos centrais no Brasil. Com o avanço das tecnologias digitais e o...

Junho verde – Fuplastic apoia valorização do plástico nacional e da agenda brasileira para combate à poluição

Produção de plástico deve triplicar até 2060. Indústria prevê ressignificar 6 milhões de quilos este ano O Brasil, como um dos maiores países em extensão...

São Paulo teve o maio mais quente em 81 anos, é o que informa o último boletim do Instituto Nacional de Meterologia (Inmet)

Em 17 dos 31 dias de maio, a temperatura máxima superou os 29°C De acordo com o dado divulgado no último sábado (8), o mês...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui