No menu items!
17 C
São Paulo
terça-feira, 5 julho, 2022

Fábio Faria de Sá explica diferenças entre insalubridade e periculosidade

 São benefícios para empregos que ofereçam riscos à saúde ao trabalhador


Você sabe quais são as diferenças entre a periculosidade e insalubridade e o que isso afeta no seu salário e aposentadoria? Fábio Faria de Sá explica que se tratam de duas leis trabalhistas ao qual são destinados para trabalhos ao qual oferecem algum tipo de risco de vida durante a execução.

A periculosidade caracteriza-se pelo fator ‘Fatalidade’, ou seja, trata-se de um benefício dado como garantia aos profissionais que são expostos a situação de risco de vida imediato, de acordo com o art. 193 da CLT. Pode-se entrar trabalhos que manuseiam do uso de explosivos, substâncias inflamáveis, locais que estejam constantemente suscetíveis a roubos, como trabalhar na segurança de um carro-forte, por exemplo, sendo trabalhos com risco real durante a prestação dos trabalhos.

“A pessoa que trabalha com risco de morte imediata, recebe um adicional de cerca de 30% sobre o salário-base do empregado”, explica Faria de Sá. Ou seja, se o funcionário recebe R$ 1.800 de salário, deve-se acrescentar 30%, totalizando R$ 2.340

Já a insalubridade, regulada nos artigos 189 a 192 da CLT, caracteriza-se quando o empregado está exposto, em caráter habitual e permanente, à situações de riscos de saúde, por exemplo: químicos, ruídos, exposição ao calor ou frio extremo, poeiras, entre outros, que podem ocasionar em doenças e complicações da saúde, determinando que não é risco imediato de morte, mas que a saúde, no médio e longo prazo, possa ficar comprometida.

“Na insalubridade recebe-se um adicional de 10 a 40% do salário-mínimo, e não do salário base do profissional, onde é definido de acordo com o grau de risco da profissão”, detalha Faria de Sá.

A periculosidade não mexe na aposentadoria, já a insalubridade sim. “Para os homens adiciona-se 40% a mais do tempo de trabalho insalubre, e para a mulher aumenta em 20%”, detalha Faria de Sá. Ou seja, se o homem trabalhou por 10 anos em um emprego de risco insalubre, a Previdência contará como 14 anos trabalhados.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Governo Estadual anuncia reforma de 27 distritos policiais e compra de 17 mil armas e coletes

O Governador Rodrigo Garcia anunciou na quarta-feira um investimento...

Parceria entre Prefeitura e Sabesp vai recapear 90 km de vias com asfalto reciclável

A Prefeitura de São Paulo, o Governo do Estado...

SP realiza 1ª Virada ODS com foco em entreter munícipes com desenvolvimento sustentável

Atividades têm o objetivo popularizar a importância das metas...

Governo Estadual anuncia reforma de 27 distritos policiais e compra de 17 mil armas e coletes

O Governador Rodrigo Garcia anunciou na quarta-feira um investimento do Governo Estadual de R$ 110,7 milhões na Polícia Civil da cidade de São Paulo. “Estamos...

Parceria entre Prefeitura e Sabesp vai recapear 90 km de vias com asfalto reciclável

A Prefeitura de São Paulo, o Governo do Estado de São Paulo e a Sabesp anunciaram na sexta-feira (24), uma parceria para recapear 90...

SP realiza 1ª Virada ODS com foco em entreter munícipes com desenvolvimento sustentável

Atividades têm o objetivo popularizar a importância das metas sustentáveis da ONU Nos próximos dias 8, 9 e 10 de julho, a Prefeitura realizará a...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui