No menu items!
25.9 C
São Paulo
quinta-feira, 20 junho, 2024

Enel Distribuição São Paulo contabiliza 33 árvores solares instaladas na capital e região metropolitana

Distribuidora instalou este mês duas árvores solares no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo; Equipamentos capturam a energia solar e convertem em energia elétrica, podendo servir como fonte de carregamento via USB;Iniciativa faz parte do Programa de Eficiência Energética da distribuidora


A Enel Distribuição São Paulo, concessionária de energia elétrica que atua em 24 municípios da Grande São Paulo, instala duas novas árvores solares na capital paulista, no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

Com isso, agora a distribuidora conta com 33 árvores instaladas em sua área de concessão. A iniciativa é voltada ao uso inteligente e eficiente da energia elétrica.

Os equipamentos possuem um design semelhante a uma planta natural e, por meio de filmes fotovoltaicos em suas “folhas”, capturam a energia solar e convertem em energia elétrica, podendo servir como fonte de carregamento via USB para celulares e tablets.

Dentre os locais que contam com o equipamento estão praças e parques públicos da capital, de Santo André, Carapicuíba, Cotia, Embu Guaçu e Itapecerica da Serra. Além da Universidade Federal do ABC, no Campus São Bernardo do Campo e Santo André, na Santa Casa e Hospital das Clínicas de São Paulo, e na Prefeitura e na Unidade de Pronto Atendimento de Rio Grande da Serra. Ao todo, a Enel Distribuição São Paulo já investiu mais de R$ 1,4 milhão no projeto.

A estrutura possui dimensões que lembram uma árvore: cerca de três metros de altura e pouco mais de quatro metros de largura. Os equipamentos contam com capacidade para realizar uma geração independente e sustentável de energia, e possuem cinco saídas USB para uso das pessoas que frequentam os locais. Devido ao seu formato, com cinco folhas e iluminação decorativa em LED, também compõem de forma harmoniosa a paisagem dos ambientes onde estão sendo instaladas.

“O projeto das árvores solares faz parte de uma iniciativa da Enel, vinculada às obras executadas em nossa área de concessão por meio do nosso programa de Eficiência Energética, e irá beneficiar todos os cidadãos. Deste modo, a Enel Distribuição São Paulo contribui para a promoção da eficiência energética e o uso racional dos recursos energéticos”, afirma a gerente de Sustentabilidade da concessionária, Solange Mello.

O projeto das árvores solares está alinhado aos compromissos assumidos pela companhia com a Agenda 2030 das Nações Unidas e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especialmente com o ODS 7 — Energia Limpa e Acessível e com o ODS 9 — Inovação de Infraestrutura.

A instalação das árvores solares está sendo financiada com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O PEE da Enel Distribuição São Paulo existe desde 1999, e já investiu aproximadamente R$ 957 milhões em 394 projetos com foco no consumo consciente de energia, melhoria das instalações elétricas e ações educacionais.

Sobre a Enel Distribuição São Paulo

A Enel Distribuição São Paulo é uma empresa da multinacional de energia Enel. A companhia é a segunda maior distribuidora do país, respondendo por 10,3% de toda energia distribuída no Brasil e atendendo 7,4 milhões de unidades consumidoras em 24 municípios da região metropolitana de São Paulo, incluindo a capital paulista, principal centro econômico-financeiro do Brasil. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

A regulação das redes sociais e fake news no Brasil

A regulação das redes sociais e o combate às fake news tornaram-se tópicos centrais no Brasil. Com o avanço das tecnologias digitais e o...

Junho verde – Fuplastic apoia valorização do plástico nacional e da agenda brasileira para combate à poluição

Produção de plástico deve triplicar até 2060. Indústria prevê ressignificar 6 milhões de quilos este ano O Brasil, como um dos maiores países em extensão...

São Paulo teve o maio mais quente em 81 anos, é o que informa o último boletim do Instituto Nacional de Meterologia (Inmet)

Em 17 dos 31 dias de maio, a temperatura máxima superou os 29°C De acordo com o dado divulgado no último sábado (8), o mês...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui