No menu items!
28.9 C
São Paulo
terça-feira, 16 abril, 2024

ARTIGO | Desemparedamento da infância: A importância do contato com a natureza na educação infantil

Nos últimos anos, o contato com a natureza na educação infantil tem sido cada vez menos valorizado. Isto porque a ascensão de novas tecnologias e a utilização das telas tem ganhado o foco das crianças e das instituições de ensino. Por outro lado, embora o avanço tecnológico traga diversos benefícios para o processo de aprendizagem, também podem ser observadas adversidades provenientes do distanciamento da natureza.

Para se ter uma ideia, de acordo com a última edição do “Relatório Guia Edutec – Diagnóstico do Nível de Adoção de Tecnologia nas Escolas Públicas Brasileiras”, divulgado em dezembro de 2022, mais de 80% dos entrevistados afirmaram que a tecnologia tem um impacto positivo nos processos de ensino e aprendizagem.

Diante deste cenário, o conceito “desemparedamento da infância” tem se destacado ao fomentar a conexão das crianças com a natureza. Este vínculo se apresenta como uma ferramenta importante na busca por um processo de aprendizagem mais eficaz e um desenvolvimento saudável durante esta fase da vida. Além disso, quando associado às inovações tecnológicas, o conceito tem o potencial de aprimorar ainda mais o processo de aprendizagem dos estudantes.

Em geral, o desemparedamento da infância permite a criação de memórias confortáveis durante o período de desenvolvimento das crianças, tornando-as mais autoconfiantes e destemidas, além de contribuir para o aprimoramento do convívio, respeito e percepção das diferenças e particularidades do outro.

Além disto, explorar a natureza permite que os pequenos levantem hipóteses sobre tudo o que veem. Na brincadeira de investigar, aprendem, na prática, sobre qualquer assunto que desejam descobrir, sem que haja a necessidade de cumprir um cronograma estabelecido e rígido, e, no dia a dia, participando das experiências propostas a partir dos seus interesses.

As crianças também sentem e percebem as modificações que ela sofre, como as mudanças das folhas em uma mesma árvore, mas em estações diferentes, as sensações que a grama provoca em variados momentos do ano ou, até mesmo, em quais horários do dia é possível encontrar determinados animais. Com base no conceito exposto, é possível formar adultos social e ambientalmente responsáveis.

Jamira Rocha é Coordenadora Pedagógica da Unidade de Palmas da Rede de Colégios Santa Marcelina


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Capital conta com atividades de empreendedorismo nos coworkings da Prefeitura

A rede Teia oferecerá durante todo o mês palestras,...

IR 2024: aplicativos falsos podem roubar dados de contribuintes

Receita Federal alerta sobre malwares e especialistas dão dicas...

Passageiros de SP pagam tarifa mais barata com Cartão Fidelidade; veja como funciona

Com o bilhete, que pode ser adquirido nas postos...

Capital conta com atividades de empreendedorismo nos coworkings da Prefeitura

A rede Teia oferecerá durante todo o mês palestras, cursos, oficinas e diversas outras ações gratuitas para a população Os Teias estão com nova programação...

IR 2024: aplicativos falsos podem roubar dados de contribuintes

Receita Federal alerta sobre malwares e especialistas dão dicas de como evitar cair em golpes Com o início da temporada de declaração do Imposto de...

Passageiros de SP pagam tarifa mais barata com Cartão Fidelidade; veja como funciona

Com o bilhete, que pode ser adquirido nas postos de atendimento, é possível economizar até R$ 0,66 por viagem Os passageiros que utilizam o transporte...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui