No menu items!
26.6 C
São Paulo
segunda-feira, 11 dezembro, 2023

Ade Sampa tira dúvidas sobre seleção de hortas para aceleração do Sampa+Rural

Programa oferece aporte financeiro de R$ 30 mil, com mentoria e apoio gerencial


Com o objetivo de auxiliar os interessados em inscrever organizações para o Programa Sampa+Rural – Acelerando Hortas, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, vai realizar uma live tira-dúvidas. A transmissão acontecerá no dia 02 de fevereiro, a partir das 16h, no Facebook (facebook.com/adesampaoficial/) e YouTube (youtube.com/Adesampa) da Ade Sampa. As perguntas poderão ser enviadas por meio do formulário: bit.ly/tiraduvidas-sampamaisrural.

O Programa Sampa+Rural – Acelerando Hortas busca impulsionar Espaços de Práticas Agrícolas (EPAs) e vai selecionar até 20 organizações que desenvolvam ou apoiam este tipo de produção em áreas urbanas, periurbanas e rurais. Cada projeto receberá mentoria e orientação gerencial durante seis meses e, ainda, um aporte financeiro no valor de R$30 mil para auxiliar na solução de problemas específicos e aplicação de tecnologias sociais e/ou sustentáveis. As inscrições podem ser realizadas até 03 de março de 2023 pelo site www.adesampa.com.br/hortasurbanas.

Além de impulsionar as organizações por meio do apoio financeiro e orientação, a iniciativa tem o objetivo de apoiar soluções inovadoras para o local e melhorias que promovam o aumento da geração de renda, capacidade produtiva, de logística e comercialização dos agricultores.

Para participar, os projetos devem estar presentes em locais onde acontecem atividades sociais de cultivo, produção e processamento de gêneros alimentícios ou não alimentícios.

Cada organização poderá apoiar inscrevendo até três espaços por proposta e deverá apresentar uma solução para um problema real enfrentado e que possa ser solucionado a partir da adoção de tecnologias sociais e/ou sustentáveis.

Após selecionados, os projetos deverão garantir a realização de atividades de impacto positivo na comunidade local que contribuam para a redução da vulnerabilidade populacional, a promoção de inclusão socioeconômica; a promoção de sistemas alimentares sustentáveis (orgânicos e agroecológicos); ações com a comunidade local (educação ambiental, educação alimentar, doação de alimentos, profissionalização, cursos, etc.); e realização de boas práticas ambientais (gestão de resíduos, conservação de solo, manutenção de áreas preservadas, reuso de água etc).


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui