TIM reúne empresas de vários setores em projeto para ampliar o acesso de mulheres ao mercado de trabalho

0
32

O projeto conta com um aplicativo que funcionará como uma plataforma digital de oportunidades de emprego, desenvolvimento profissional e conteúdos para fortalecer o empoderamento feminino. Serão divulgadas vagas de trabalho das empresas parceiras, em diversos níveis hierárquicos


Desafios no acesso à educação e ao mercado de trabalho, preconceito em processos seletivos, dificuldade de ser ouvida pelos líderes e colegas, menos oportunidades de crescimento profissional, falta de rede de apoio para conciliar carreira e família, disparidade salarial: essa é a realidade encontrada por grande parte das brasileiras que buscam ou estão em um emprego e também daquelas que querem empreender.

Com o objetivo de transformar esse cenário, a TIM uniu grandes empresas em uma iniciativa para acelerar o desenvolvimento de carreiras e o acesso das mulheres ao mercado de trabalho no Brasil. Nove companhias líderes de seus segmentos são as primeiras a aderir ao movimento: Accenture, Adidas, Enel, Generali, Microsoft, Oracle, Pirelli, Stellantis e Via.

O projeto conta com um aplicativo que funcionará como uma plataforma digital de oportunidades de emprego, desenvolvimento profissional e conteúdos para fortalecer o empoderamento feminino. Por meio do app Mulheres Positivas, criado pela empresária Fabiana Saad, serão divulgadas vagas de trabalho das empresas parceiras, em diversos níveis hierárquicos.

Uma seção dedicada a cursos também foi criada, com conteúdos sobre carreira, negócios, tecnologias, equidade de gênero, inovação, entre outros, cedidos pelas companhias participantes, para apoiar mulheres em seu desenvolvimento pessoal e profissional. Todos os cursos poderão ser acessados de forma gratuita e clientes TIM navegam na plataforma sem consumir seu pacote de dados.

Outra ação é a mentoria intercompany, com duração de seis a oitos meses, focada no desenvolvimento de carreira de mulheres das empresas participantes. As sessões serão realizadas de maneira cruzada: uma diretora da Microsoft, por exemplo, poderá atuar como mentora de uma colaboradora da Pirelli e assim por diante. A coordenação dessa iniciativa será realizada pela consultoria CMI Business Transformation, liderada por Maristella Iannuzzi, executiva da área de tecnologia, especialista em diversidade e inclusão e com vários trabalhos junto a ONU Mulheres e aos Princípios de Empoderamento da Mulher (WEPs).


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

Foto: RF._.studio no Pexels

- Patrocinado -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.