No menu items!
25.9 C
São Paulo
quinta-feira, 20 junho, 2024

Projeto Av. Paulista Sustentável

O objetivo é impactar a região com a criação do Distrito Sustentável Local


A avenida mais famosa do Brasil, reconhecida como “símbolo de São Paulo”, agora também quer servir de exemplo de sustentabilidade para outras regiões e até para outras cidades do país. A Associação Paulista Viva (APV) avança com o Programa “Av. Paulista Sustentável” e entrega à via a partir do dia 15 de agosto, pontos para coleta verde, novas lixeiras, coletores de bitucas, postos para eletromobilidade e circuito ativo de segurança. E para sensibilizar cerca de 1,2 milhão de pessoas que trafegam diariamente, a APV vai distribuir cartilhas sobre conscientização de ações sustentáveis.

As entregas fazem parte do Programa “Av. Paulista Sustentável’, proposta de criação do Distrito Sustentável Local, que teve início em outubro de 2021, durante a campanha de aniversário de 130 anos da via e envolve a iniciativa privada, poder público, sociedade civil e entidades para trilhar novos caminhos e buscar soluções sustentáveis para diminuir o volume de emissão de CO2 na avenida; através da eficiência energética; o uso racional de água; a reciclagem dos resíduos, além de preservar e garantir a segurança na região.

“Percebemos que essa é uma maneira de revitalizar a principal artéria urbana da Cidade, tão conhecida como é a Avenida Paulista. E sabemos que essas iniciativas podem repercutir para outros pontos e outras regiões de São Paulo. E o envolvimento da iniciativa privada, das entidades empresariais, das ONGs e da comunidade local para participar desse processo de transformação na questão da pauta da sustentabilidade é fundamental, declarou Lívio Giosa, Presidente da Associação Paulista Viva (APV), organização que trabalha pela melhoria da qualidade de vida, preservação, segurança e valorização da região da Avenida Paulista.

Coleta Verde
O projeto Coleta Verde, em parceria com a ABREE – Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, definiu a implantação até agora de postos de coleta de resíduos eletroeletrônicos para reciclagem e manufatura reversa. Os postos estão espalhados em prédios como Condomínio Barão de Itatiaya, Baronesa de Arary, Shopping Top Center e Edifício Scarpa. O público que frequenta a avenida também pode descartar seu resíduo eletrônico nesses locais.

Veja mais informações em paulistasustentavel.com.br


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

A regulação das redes sociais e fake news no Brasil

A regulação das redes sociais e o combate às fake news tornaram-se tópicos centrais no Brasil. Com o avanço das tecnologias digitais e o...

Junho verde – Fuplastic apoia valorização do plástico nacional e da agenda brasileira para combate à poluição

Produção de plástico deve triplicar até 2060. Indústria prevê ressignificar 6 milhões de quilos este ano O Brasil, como um dos maiores países em extensão...

São Paulo teve o maio mais quente em 81 anos, é o que informa o último boletim do Instituto Nacional de Meterologia (Inmet)

Em 17 dos 31 dias de maio, a temperatura máxima superou os 29°C De acordo com o dado divulgado no último sábado (8), o mês...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui