Veja a cidade:

Prefeitura e USP firmam parceria com objetivo de descarbonizar a Capital Paulista

Meta é descarbonizar tanto a Cidade Universitária, quanto a cidade de SP


Em uma parceria entre a Prefeitura de São Paulo e a Universidade de São Paulo (USP), foi anunciado o novo projeto sustentável “Cidade Universitária e Cidade de São Paulo – Rumo ao Carbono Zero”.

O programa é mediado pelo Secretário Executivo de Mudanças Climáticas, Pinheiro Pedro; o representante da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT), Luciano Silveira; o reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Júnios, juntos a um grupo de Professores do Centro INOVA USP, liderados pelo professor Dr. Marcelo Knörich Zuffo.

A proposta visar criar uma série de ações e programas voltados para melhor aproveitamento das tecnologias, unindo ciência e governança no enfrentamento das recentes mudanças climáticas.

“Estamos em um trabalho de articulação com a USP, visando um termo de cooperação para o projeto. A SECLIMA manterá um gabinete no interior do INOVA USP. E a universidade pretende fazer uma contrapartida para viabilizar o projeto de maneira integrada e eficaz, explicou Pinheiro Pedro.

A SECLIMA não está alinhada somente com a USP, mas também está buscando parcerias com outras universidades para levar a sustentabilidade como prioridade em ações ambientais.

“Tratar sobre mudanças é fundamental para o futuro da cidade e qualidade de vida da população. Por isso, deixamos a infraestrutura do INOVA SP totalmente a disposição da Prefeitura, disse Marcelo Knörich.
Sobre o Inova USP: Trata-se de um espaço localizado na Universidade de São Paulo, no bairro do Butantã, que tem como objetivo agregar e integrar laboratórios e diversas iniciativas em um ambiente multidisciplinar, dedicado ao desenvolvimento de pesquisa e inovação.

O Centro de Inovação da Universidade de São Paulo é composto por laboratórios de pesquisa independentes das unidades universitárias e em suas dependências são realizadas atividades interdisciplinares.

O que é o COMFROTA: O Comitê Gestor do Programa de Acompanhamento da Substituição de Frota por Alternativas Mais Limpas (COMFROTA) determina a mudança energética dos ônibus na cidade e estipula ainda um cronograma de redução de poluentes pelos veículos.

É composto pelas secretarias municipais de Mobilidade e Transportes; Verde e Meio Ambiente; Subprefeituras; Infraestrutura e Obras; Fazenda; Relações Internacionais e Governo Municipal, além de representantes de órgãos, instituições, entidades, empresas, conselhos, associações ou segmentos. Entre eles destacam-se a SPTrans e universidades.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

JORNAL VER A CIDADE – ANO 3 – EDIÇÃO 37 – Maio de 2022

https://issuu.com/jornalveracidade/docs/edi_o_ver_a_cidade_21.05.22_web

Educação volta a promover festivais de Xadrez com disputas presenciais

A partir desta quarta-feira (11) até o dia 30...

Realizada audiência pública sobre transporte escolar gratuito

Principal reclamação se deve a questão financeira A CCJ (Comissão...

JORNAL VER A CIDADE – ANO 3 – EDIÇÃO 37 – Maio de 2022

https://issuu.com/jornalveracidade/docs/edi_o_ver_a_cidade_21.05.22_web

Educação volta a promover festivais de Xadrez com disputas presenciais

A partir desta quarta-feira (11) até o dia 30 de junho ocorrem os Festivais de Xadrez na Rede Municipal de Ensino. É a 14ª...

Realizada audiência pública sobre transporte escolar gratuito

Principal reclamação se deve a questão financeira A CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa), realizou no sábado (7/5) uma Audiência Pública para debater...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui