No menu items!
17.3 C
São Paulo
domingo, 23 junho, 2024

Prefeito reitera cobertura verde, ônibus elétricos e apoio a questões sociais ao anunciar Virada ODS

A segunda edição da Virada aconteceu nos dias 17 de 18 de junho


Em entrevista coletiva do lançamento da Virada ODS na quinta-feira (15), o prefeito Ricardo Nunes reforçou o compromisso da Prefeitura de São Paulo com as questões sociais, ambientais e de sustentabilidade previstas nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“A cidade de São Paulo tem dado exemplo para o mundo sobre os 17 ODSs. Cada item dos 17 ODSs está atrelado em todo o nosso Programa de Metas e cada item do Programa de Metas tem uma correlação com as ODSs”, disse o prefeito, que anunciou o evento ao lado da secretária de Relações Internacionais, Marta Suplicy.

Entre essas ações, Nunes destacou que a cidade chegou neste ano a 54,14% de cobertura vegetal de seu território, reforçou a meta de ter ao menos 20% da frota de ônibus composta por veículos elétricos até o fim de 2024 e também o compromisso da Prefeitura com as questões sociais citando, por exemplo, acolhimento de pessoas em situação de rua e as habitações sociais destinadas aos mais vulneráveis.

“A Prefeitura tem políticas públicas comprometidas com as 17 metas ODSs para uma cidade justa, acolhedora, para que seja uma cidade para todos”, afirmou o prefeito.

A Virada, realizada pela Secretaria Municipal de Relações Internacionais, contará com seminários, palestras e shows, no Vale do Anhangabaú e na Praça das Artes; além de um hackaton (maratona com a participação de programadores em busca de soluções sustentáveis para o cumprimento de metas da Agenda 2030) no Hub Green Sampa em Pinheiros, na Zona Oeste. Clique aqui para ter acesso à programação.

“Esta agenda tem como mascote uma capivara, a Vitória, que significa resiliência na cidade grande. Trata-se de um plano para salvar o planeta até 2030 e, para isso, várias ações devem ser feitas. Devemos atuar na preservação do que temos agora. Para isso, temos como base 170 países que já conseguiram êxito com a Virada”, declarou Marta Suplicy.

Estão previstas durante o evento, que tem expectativa de receber 50 mil pessoas, ações nas áreas de segurança alimentar, erradicação da pobreza, saúde, agricultura, educação, igualdade de gênero e redução das desigualdades. Há questões que dependem da ação de governos e grandes empresas globais, porém há recomendações também mais específicas, com um olhar voltado às comunidades e especificidades de cada local do mundo.

Com a Virada, de acordo com a secretária Marta, São Paulo reafirma seu papel de vanguarda no País e no Hemisfério Sul. Segundo ela, a partir desta segunda edição a cidade pretende liderar um movimento que será levado para a ONU, para incluir o combate ao racismo na ODS número 5 (Igualdade de Gênero), porque gênero e raça andam de mãos dadas. “Temos que deixar isso claro por conta do racismo estrutural e do machismo existente nosso país. É um desastre duplo”, afirmou.

Eixos prioritários

Os eixos prioritários da Virada ODS são áreas de atuação chave que concentram esforços para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. São eles:

1 – Combate ao racismo e à xenofobia

2 – Mudanças climáticas

3 – Acessibilidade e inclusão

4 – População em situação de rua

5 – ESG (Environmental, Social and Governance/práticas ambientais, sociais e de governança) x ODS

Parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Este ano o evento, no qual foram investidos mais de R$ 9 bilhões, conta com a parceria do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Entre seus objetivos destacam-se promover a conscientização acerca dos ODS para popularizar e intensificar o engajamento social na disseminação e implementação da Agenda 2030, assim como o diálogo, a articulação e a integração dos diversos atores sociais e políticos, envolvidos na implementação da Agenda 2030. Iniciativas para o reconhecimento das ações estratégicas, em prol do desenvolvimento sustentável adotadas na cidade, integram as metas.

A parceria com o PNUD sistematizará o conhecimento gerado durante a Virada ODS para disseminar as boas práticas identificadas no evento, além de viabilizar programa de capacitação para Agentes e Voluntários ODS.

Sobre a Agenda 2030

A Prefeitura de São Paulo adotou os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em 2018, por meio da Lei 16.817 como diretriz das políticas públicas em âmbito municipal. Instituiu o Programa Municipal de Implementação da Agenda 2030 e, para sua efetivação, criou a Comissão Municipal para o Desenvolvimento Sustentável.

A adoção da Agenda 2030 não só materializou o compromisso da gestão municipal com temáticas fundamentais para o desenvolvimento sustentável da cidade, mas também contribuiu com o processo de elaboração do Programa de Metas 2016-2020, 2021-2024, do Plano Plurianual (PPA) 2022-2025 e dos Planos de Ação das Subprefeituras, apresentando um leque de metas e indicadores transversais já pactuados no âmbito da Comissão e acordados com cada um dos respectivos órgãos responsáveis da administração municipal.

Como foi a primeira edição

A primeira Virada ODS foi realizada em São Paulo entre 8 e 10 de julho de 2022 e seu propósito foi popularizar, conscientizar e engajar a população paulistana acerca dos ODS. Com apoio da ONU Brasil e parceria de inúmeras organizações internacionais e nacionais, recebeu cerca de 25 mil participantes presencialmente e integrou diversas ações em todas as macrorregiões da cidade.

Palestrantes renomados internacionalmente participaram do congresso como o ex-secretário geral da ONU, Ban Ki-moon; o Nobel da Paz e ex-presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos; os filósofos Achille Mbembe e Djamila Ribeiro; além do líder Yanomami Davi Kopenawa.

Serviço:

Virada ODS 2023

Sábado (17) e domingo (18)

Vale do Anhangabaú e Praça das Artes – Av. São João 281 – Sé


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Mobilidade é acesso, mas quais são seus desafios para um futuro próximo?

Encorajar comportamentos sustentáveis é um dos principais pilares e urgências quando falamos em mobilidade, um tema tão atual e que precisa de especial atenção...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui