No menu items!
18.7 C
São Paulo
segunda-feira, 22 julho, 2024

Estação Vila Olímpia se torna sustentável com áreas verdes e projeto de reuso de água

Considerada a primeira estação sustentável da cidade de São Paulo, o local vai priorizar a energia limpa e preservar recursos naturais com infraestrutura para gerar, captar ou reaproveitar os insumos necessários na operação diária


A cidade de São Paulo ganhou sua primeira estação sustentável: a estação Vila Olímpia, na Linha 9-Esmeralda da CPTM.

A iniciativa foi lançada pelo Governo de São Paulo em novembro de 2020, através de uma parceria com uma empresa privada que ofereceu o projeto de reforma e manutenção por cinco anos. O contrato foi fechado em março deste ano com as empresas Eletromidia e o Banco Santander.

“Essa é a primeira estação de trem patrocinada, um fato inédito no Brasil. Isso é bom porque retira o dinheiro público e coloca o privado de forma inteligente, funcional, sustentável e equilibrada para o investidor. Isso traz uma diferença importante de modelo de gestão, além da sustentabilidade. O Governo de SP segue sendo um governo liberal, um governo desestatizante, fazendo concessões, privatizações em parcerias público-privado”, disse o governador João Doria.

Os novos equipamentos priorizam a energia limpa e preservam recursos naturais e a estação agora tem infraestrutura para gerar, captar ou reaproveitar os insumos necessários na operação do local. “A modernização permite que a parada alcance até 100% de autossuficiência nos meses em que houver disponibilidade para geração de energia limpa ou reuso hídrico”, explicou o Governo de SP.

Foram instaladas 234 placas solares sobre a cobertura da estação Vila Olímpia, que vão gerar aproximadamente 8.500 quilowatts-hora por mês e zerar a tarifa de energia elétrica da estação, que custa R$ 300 mil anuais.

Agora, a estação Vila Olímpia pode captar e armazenar mais de 46 mil litros de água, por mês, para limpar os banheiros e irrigar as áreas verdes. A água de reuso passa pelas raízes das plantas e volta limpa para o sistema de irrigação, economizando 150 mil litros de água, por mês.

O novo bicicletário tem espaço para 90 bicicletas e permite, se usado em sua capacidade máxima, a redução de 360 kg de dióxido de carbono liberados no ar. “O cálculo considera que cada bicicleta representa um carro a menos em circulação na capital, com redução média de quatro quilos de poluentes por dia. A estação passa a contar com pontos de recarga para bicicletas elétricas e calhas nas laterais das escadas fixas para facilitar o transporte dos veículos”, explica o Governo do Estado.

A estação Vila Olímpia também recebeu revitalização no paisagismo com a instalação de 1.454 m² de área verde. Ao todo, foram plantadas nove espécies nativas que podem reduzir as ilhas de calor e melhorar o odor do Rio Pinheiros.

“A estação também recebeu soluções ambientais produzidas com material reciclável como novas plataformas de coleta seletiva de lixo, bebedouros, bancos com pontos de carregamento USB e uma marquise de proteção contra chuvas. Ao lado das catracas também está o LAB, espaço de convivência com assentos para descanso e pontos para recarga de celular”, avisa o Governo do de São Paulo.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Com ritmo atual, universalização do saneamento ocorrerá em 2070

São 37 anos de atraso em relação ao marco...

Governo de São Paulo lança campanha para reduzir mortes de pedestres

Campanha educativa com o filósofo e professor Clóvis de...

Festival do Japão atrai 200 mil pessoas em São Paulo

Evento contou com apresentações, comidas típicos e produtos artesanais No...

Com ritmo atual, universalização do saneamento ocorrerá em 2070

São 37 anos de atraso em relação ao marco legal brasileiro Pesquisa do Instituto Trata Brasil, divulgada na segunda-feira (15), mostra que a universalização do...

Governo de São Paulo lança campanha para reduzir mortes de pedestres

Campanha educativa com o filósofo e professor Clóvis de Barros Filho destaca a importância do respeito à faixa de segurança Nos últimos cinco anos, 33.531...

Festival do Japão atrai 200 mil pessoas em São Paulo

Evento contou com apresentações, comidas típicos e produtos artesanais No segundo final de semana de julho, mais de 200 mil pessoas visitaram o 25º Festival...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui