No menu items!
18.7 C
São Paulo
segunda-feira, 22 julho, 2024

Empresas doam embalagens de fécula de mandioca para incentivar sustentabilidade em restaurantes

O projeto da marca de cerveja Corona e do serviço de delivery Rappi pretende mostrar ao público os estabelecimentos que adotam práticas sustentáveis. Depois de doar as 31 mil embalagens, os restaurantes participantes terão desconto para adquirir novas embalagens feitas pela Less Plastic e os clientes também ganham desconto na compra de cerveja


Você é dono de restaurante?

Gasta muito com embalagens plásticas?

Sabia que resíduos de plástico levam mais de 400 anos para se decompor?

Gostaria de contribuir mais com o meio ambiente utilizando embalagens recicláveis?

Se sim, preste atenção: a marca de cerveja Corona e o serviço de delivery Rappi estão oferecendo, gratuitamente, embalagens feitas com fécula de mandioca para restaurantes. Essas embalagens levam cerca de 12 semanas para se decompor na natureza e ainda podem ser usadas como adubo.

O projeto pretende mostrar ao público os estabelecimentos que adotam práticas sustentáveis. Depois de doar as 31 mil embalagens, os restaurantes participantes terão desconto para adquirir novas embalagens feitas pela Less Plastic e os clientes também ganham desconto na compra de Corona Extra.

“Um dos nossos principais valores é a sustentabilidade e a proteção dos oceanos, principais afetados pela poluição plástica que começa nas nossas cidades. Sabemos que não conseguimos fazer isso sozinhos, então buscamos nos unir a parceiros e pessoas que, assim como nós, entendem a importância dessa mudança de hábitos. Não é comum encontrar curadorias que ajudem a escolher restaurantes com um menor impacto ambiental. A parceria entre Corona e Rappi torna isso mais fácil, apoiando o público a dar o primeiro passo em direção a uma vida mais eco consciente”, disse João Pedro Zattar, head de marketing de Corona.

Recentemente, a marca de cerveja também lançou o aplicativo Plastic Reality, em que o usuário pode calcular a quantidade de lixo que consome no ano.

Em junho a empresa também anunciou a compensação de todo o plástico utilizado em suas indústrias, ou seja, a Corona retirou de circulação a mesma quantidade de plástico que colocou nas ruas, sendo então a primeira marca global de bebidas a ser neutra em resíduos plásticos.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Com ritmo atual, universalização do saneamento ocorrerá em 2070

São 37 anos de atraso em relação ao marco...

Governo de São Paulo lança campanha para reduzir mortes de pedestres

Campanha educativa com o filósofo e professor Clóvis de...

Festival do Japão atrai 200 mil pessoas em São Paulo

Evento contou com apresentações, comidas típicos e produtos artesanais No...

Com ritmo atual, universalização do saneamento ocorrerá em 2070

São 37 anos de atraso em relação ao marco legal brasileiro Pesquisa do Instituto Trata Brasil, divulgada na segunda-feira (15), mostra que a universalização do...

Governo de São Paulo lança campanha para reduzir mortes de pedestres

Campanha educativa com o filósofo e professor Clóvis de Barros Filho destaca a importância do respeito à faixa de segurança Nos últimos cinco anos, 33.531...

Festival do Japão atrai 200 mil pessoas em São Paulo

Evento contou com apresentações, comidas típicos e produtos artesanais No segundo final de semana de julho, mais de 200 mil pessoas visitaram o 25º Festival...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui