No menu items!
19.5 C
São Paulo
domingo, 23 junho, 2024

Doações de sangue no GSH Banco de Sangue de São Paulo caíram mais 20%, somente em julho

Se antes de julho os estoques sanguíneos já vinham enfrentando um desequilíbrio, em razão da escassez de doadores, agora, a situação é ainda mais crítica no GSH Banco de Sangue de São Paulo. O período de férias escolares, os dias mais frios e as doenças respiratórias típicas da estação colaboraram para o agravamento dessa situação.

“Esse é um período muito crítico para os bancos de sangue do país. Com as férias, muitas famílias viajam e, entre esse público, há os doadores já regulares que acabam se ausentando. Entre os que ficam na cidade, muitos se tornam inaptos a doar, temporariamente, por causa de gripes e resfriados, sem contar aqueles que acabam não saindo de casa por causa do frio”, explica Janaína Barbosa, líder de captação do Banco de Sangue.

De acordo com a instituição, somente neste mês, as doações sofreram uma baixa adicional de 20%, índice que, somado ao déficit que já vinha enfrentando de 50%, resulta em um saldo de 70% abaixo do nível ideal. “Isso significa que estamos chegando ao final julho com uma média de apenas 48 doações de sangue por dia, quando o esperado são 160 coletas diárias”, exemplifica Janaína.

Diante desse cenário, o GSH Banco de Sangue de São Paulo faz um alerta para que as pessoas que estão na cidade, e se encontram aptas, doem sangue. A instituição funciona diariamente, das 7h às 18h, inclusive aos domingos e feriados, na Rua Tomás Carvalhal, 711, no bairro Paraíso. Para doar, basta comparecer à unidade, ou agendar previamente.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Mobilidade é acesso, mas quais são seus desafios para um futuro próximo?

Encorajar comportamentos sustentáveis é um dos principais pilares e urgências quando falamos em mobilidade, um tema tão atual e que precisa de especial atenção...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui