No menu items!
26.5 C
São Paulo
segunda-feira, 26 fevereiro, 2024

Dia do Ciclista: saiba por que a e-bike é a melhor opção e veio para ficar

No dia 19 de agosto é comemorado o Dia do Ciclista


Criado em 2018, o Dia Nacional do Ciclista visava homenagear Pedro Davison, que foi morto em 2006, aos 26 anos, por um motorista embriagado enquanto pedalava nas ruas de Brasília. Além de ser uma data alusiva aos ciclistas, o dia é um convite à reflexão sobre as atitudes no trânsito, visando o respeito ao ciclista e o apoio ao uso da bicicleta como meio de transporte.

Um estudo recente da Hannover Medical School, respeitada escola alemã, aponta que andar de bike elétrica pode diminuir em até 40% o risco de sofrer uma parada cardíaca, e reduzir pela metade do risco de obesidade e outras síndromes metabólicas. Outro levantamento, feito pela Universidade de Yale (EUA), acompanhou 1,2 milhão de pessoas com mais de 18 anos, entre 2011 e 2015, que utilizavam e-bikes. Um mês depois do início da pesquisa, os participantes que andaram de bicicleta elétrica passaram 43,2% dos dias com a saúde mental mais estável do que os que não praticaram nenhuma atividade física associada.

“Contrariando o que muitos acreditam, quem adere o costume de andar de e-bike, faz esforço para se locomover nela, e agora a ciência comprova que também traz diversos benefícios para a saúde como a redução da chance de ataque cardíaco, a redução de riscos de obesidade e outras síndromes metabólicas, a diminuição dos riscos de demência e Alzheimer, a contribuição para os níveis de colesterol e a redução de incidência de câncer”, comenta Gabriel Arcon, CEO da E-Moving.

Com a grande ascensão e o interesse público cada vez maior pelas bikes elétricas, o aluguel surge como uma boa alternativa para quem quer aderir a essa forma de locomoção. “O custo de uma manutenção anual pode chegar a R$ 1000, enquanto o valor da assinatura anual de uma bicicleta elétrica da E-Moving é a partir de R$ 320, incluindo a cobertura para manutenção e reparos”, ressalta o executivo.

Caso o ciclista precise de uma troca por qualquer motivo ou simplesmente queira fazer um upgrade, adquirir uma nova bike implicará em gastos consideráveis. “Investir novamente na compra da bicicleta será dispendioso, com valores variando entre R$ 3000 a R$ 5000, dependendo do modelo. Em contrapartida, no caso do aluguel, a diferença no valor mensal será mínima”, finaliza Arcon.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

ARTIGO | Por que você não deve visitar Cusco e Machu Picchu de maneira Turística?

Peru... um dos destinos mais místicos do Planeta. Grande...

Como reduzir o desperdício de alimentos no Brasil com uma logística eficiente

No Brasil, o desperdício de alimentos em restaurantes é...

ARTIGO | Por que você não deve visitar Cusco e Machu Picchu de maneira Turística?

Peru... um dos destinos mais místicos do Planeta. Grande polo energético, o Chackra Umbilical da Terra. Mas o que significa isso? Que toda fonte...

Como reduzir o desperdício de alimentos no Brasil com uma logística eficiente

No Brasil, o desperdício de alimentos em restaurantes é estimado em cerca de 6 mil toneladas por ano No bilionário cenário do agronegócio, a trajetória...

Surto de dengue impacta na queda das doações de sangue no GSH Banco de Sangue de São Paulo

O GSH Banco de Sangue de São Paulo atende diariamente, das 7h às 18h, inclusive aos domingos e feriados, na Rua Tomás Carvalhal, 711,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui