No menu items!
20.2 C
São Paulo
sexta-feira, 24 maio, 2024

Conheça os projetos de ‘Territórios Educadores’ para gerar maior segurança no trajeto escolar

Iniciativa busca trazer maior segurança no trajeto das crianças entre casa e escola


Incentivar a mobilidade ativa de maneira segura para a população, especialmente para crianças, é objetivo da Prefeitura de São Paulo. Para fortalecer essa diretriz, a Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) e a São Paulo Urbanismo estão desenvolvendo projetos para os chamados Territórios Educadores. A iniciativa prevê uma série de intervenções para melhorar a experiência de caminhar de adultos e de crianças de 0 a 6 anos (primeira infância) no entorno de escolas ou Centros Educacionais Unificados (CEUs).

Implantar dez projetos de Territórios Educadores na cidade é a Meta 42 do Programa de Metas 2021-2024 do Município. Eles estarão localizados em distritos selecionados pela Prefeitura após a avaliação de uma série de indicadores, como trajetos de pessoas nas vias, número de crianças de 0 a 6 anos, acidentes de trânsito e acesso a serviços públicos, especialmente educacionais. São eles:

Território Educador Cidade Tiradentes (distrito de Cidade Tiradentes)
Território Educador Brasilândia (distrito de Brasilândia)
Território Educador Iguatemi (distrito de Iguatemi)
Território Educador Capão Redondo (distrito de Capão Redondo)
Território Educador Jardim Ângela (distrito de Jardim Ângela)
Território Educador Grajaú (distrito de Grajaú)
Território Educador São Rafael (distrito de São Rafael)
Território Educador Pedreira (distrito de Pedreira)
Território Educador Itaim Paulista (distrito de Itaim Paulista)
Território Educador Lajeado (distrito de Lajeado)

Os Territórios Educadores têm como ponto de partida das melhorias previstas um Centro de Educação Unificado (CEU) ou um conjunto de escolas.

Seus projetos são desenvolvidos e orientados por três pilares: segurança viária/caminhabilidade, estações educadoras e trilhas educadoras. O objetivo é qualificar o entorno de equipamentos públicos e educacionais, promover a segurança viária nas rotas percorridas a pé, incentivar a micromobilidade e promover o uso e a apropriação de espaços públicos.

A iniciativa prevê diversas intervenções para qualificar a caminhabilidade de um território. Para o público infantil, é prevista a criação de travessias lúdicas e seguras no trajeto entre a casa e a escola, com pintura de calçadas e muros, nova sinalização de trânsito e a implantação de mobiliários urbanos.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Saiba como doar parte do Imposto de Renda para ajudar vítimas da cheia

Quem já entregou documento este ano pode fazer declaração retificadora Divulgação Foto Agência Brasil Além das doações diretas de água, mantimentos e roupas ao Rio Grande...

No Vaticano, Ricardo Nunes fala da necessidade de comprometimento dos governantes no combate às mudanças climáticas

Prefeito de São Paulo é um dos 20 prefeitos em todo o mundo convidados pelo Papa Francisco a falar de ações de sustentabilidade Em sua...

Cia. Madeirite Rosa apresenta espetáculo infanto-juvenil “Pro Mundo Virar” no Capão Redondo

De forma sensível e poética, o espetáculo convida crianças e adolescentes a refletirem sobre presentes no cotidiano A Cia. Madeirite Rosa (@madeiriterosa ) está realizando...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui