No menu items!
15.2 C
São Paulo
segunda-feira, 27 maio, 2024

Centro de Manejo: cuidados com a fauna silvestre da cidade de São Paulo

Conheça o trabalho desenvolvido pela unidade da Divisão da Fauna Silvestre (DFS) e entenda a sua importância na conservação da biodiversidade animal

A Divisão da Fauna Silvestre (DFS), da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo (SVMA), é responsável pelos assuntos relacionados à gestão e proteção dos animais silvestres de vida livre que habitam a cidade. Por meio da gestão do Centro de Manejo e Conservação de Animais (CeMaCAS), considerado um dos maiores centros de manejo da América Latina, localizado no Refúgio de Vida Silvestre – RVS Anhanguera, na zona norte da capital, realiza o atendimento médico-veterinário e biológico dos animais silvestres do território.
Vista panorâmica do CeMaCAS, o espaço conta com estrutura de clínica veterinária, laboratório de análises clínicas e recintos destinados à reabilitação de animais nativos
São diversos os motivos que podem levar um animal até lá, questões de saúde ou comportamentais que impeçam a sua sobrevivência na natureza, orfandade de filhotes, ou apreensão em ações de combate ao tráfico e posse irregular. Além disso, o CeMaCAS também é responsável pela promoção de estudos e pesquisas científicas e documentação das espécies atendidas.
“O maior objetivo é a conservação das espécies e de suas populações, além de promover a importância da proteção da vida selvagem e de seu habitat natural. Tudo isso prezando pelo bem-estar dos animais que são atendidos pela Divisão’’, explica Sérgio Novita, diretor da Divisão da Fauna Silvestre (DFS).
O principal trabalho desenvolvido no local é o atendimento clínico, reabilitação e reintrodução dos animais vitimados por acidentes, maus-tratos e tráfico. Desde 2017, cerca de 60 mil animais foram atendidos pela DFS, sendo 8.484 só em 2023. Após o processo de tratamento, 9.000 animais já foram reabilitados desde o início da série histórica. Foram devolvidos à natureza 34% dos animais atendidos (18.000) e quase 1% foi destinado a cativeiros (450).


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Doença Inflamatória Intestinal: médica fala sobre principais sintomas e tratamentos

Biossimilares são fundamentais para ampliação do acesso a tratamentos de qualidade O Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal (DII), celebrado em 19 de maio, marca...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui