No menu items!
19.2 C
São Paulo
terça-feira, 21 maio, 2024

Catadores de materiais recicláveis de São Paulo receberão assistência social e de saúde gratuitamente por meio do HUB da Cidadania

Iniciativa visa promover o acesso a direitos e oportunidades


Começou a circular pelas ruas de São Paulo o HUB da Cidadania, escritório móvel de apoio gratuito e personalizado a catadores e catadoras de materiais recicláveis da capital paulista. O projeto, lançado na quarta-feira (26), foi concebido pela Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – ANCAT em parceria com o Instituto HEINEKEN, com o objetivo de contribuir com melhores perspectivas e qualidade de vida a catadoras e catadores autônomos, reduzindo a situação de vulnerabilidade social por meio de atendimento com profissionais e orientadores de políticas públicas.

O projeto identificará as necessidades de cada cidadão para oferecer atendimento individualizado e, para isso, contará com o trabalho de uma equipe multidisciplinar formada por profissionais de diferentes áreas, como psicólogos, assistentes sociais, advogados, entre outros. “Ainda estamos na fase de diagnóstico, identificando cada necessidade para que o atendimento seja individual. A meta, nesta primeira fase, é atender mil catadores e catadoras no período de um ano. Haverá serviços sociais e de saúde, como atendimento jurídico e psicossocial, além de oportunidades de lazer e aprendizagem, por meio de uma biblioteca móvel, que reunirá diversos gêneros literários e atividades culturais, como competições de SLAM – Poesia Falada, Contação de Histórias, entre outras”, destaca o presidente da ANCAT, Roberto Rocha.

Atualmente, o Brasil produz 82 milhões de toneladas de resíduos por ano. Segundo o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis – MNCR, 90% do material reciclável que chega à indústria é coletado por catadores. E os catadores autônomos – que são público-alvo do projeto representam cerca de 80% do contingente de 800 mil existentes no Brasil.

Nessa unidade móvel, a partir de uma estratégia humanizada de promoção e acesso a oportunidades em plena rua, local de trabalho desses catadores, será dado auxílio para emissão e renovação de documentos, informações sobre programas sociais e políticas públicas, cursos de formação técnica inclusiva.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

Aquático-SP é inaugurado e deve beneficiar 385 mil moradores da Zona Sul

Na operação assistida, das 10h às 16h, a expectativa...

CEU Campo Limpo terá extensão de Etec no segundo semestre de 2024

Cursos técnicos serão administrados pelo Centro Paula Souza O CEU...

Festival Sesc Culturas Negras apresenta mais de 80 atividades em 27 unidades

A programação reforça as celebrações do dia 25, Dia...

Aquático-SP é inaugurado e deve beneficiar 385 mil moradores da Zona Sul

Na operação assistida, das 10h às 16h, a expectativa é atender 3 mil passageiros por dia com os dois barcos O Aquático-SP, primeiro transporte hidroviário...

CEU Campo Limpo terá extensão de Etec no segundo semestre de 2024

Cursos técnicos serão administrados pelo Centro Paula Souza O CEU Campo Limpo ganhará a extensão da Etec Carolina Carinhato Sampaio, com o curso de Recursos...

Festival Sesc Culturas Negras apresenta mais de 80 atividades em 27 unidades

A programação reforça as celebrações do dia 25, Dia Mundial da África Divulgação foto André Frutuôso Entre os dias 22 e 26 de maio, acontece o...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui