No menu items!
27.4 C
São Paulo
sexta-feira, 1 março, 2024

Calor intenso no Brasil: atenção aos cuidados que evitam a sobrecarga de energia elétrica em casa

Com o uso do ar-condicionado e ventiladores durante o verão, é preciso atenção para a sobrecarga nas instalações elétricas


O mês de janeiro já deu uma demonstração das altas temperaturas que prometem acompanhar o verão 2024. De acordo com institutos meteorológicos, a primavera mais quente que o normal é o prenúncio do calor acima da média na maior parte do Brasil.

E para driblar os efeitos do El Niño (efeito atmosférico marcado pelo aquecimento anormal das águas do oceano Pacífico), os brasileiros aderem ao uso intensivo dos aparelhos de ar-condicionado e ventiladores, correndo o risco de sobrecarga nas instalações elétricas.

Entendendo a sobrecarga

Basicamente, ela é provocada pelo aquecimento do cabo de energia elétrica devido ao efeito Joule, fenômeno físico que ocorre quando uma corrente elétrica passa por um condutor e encontra a resistência. Quando isso acontece, parte da energia é transformada em calor devido ao atrito entre os elétrons em movimento e as partículas do condutor e, por causa desse fenômeno físico, pode ocorrer um curto-circuito.

Sobre os riscos de ar-condicionado e ventiladores ligados intensivamente, ele explica que quando a instalação elétrica está em ordem, o usuário não precisa se afligir com possíveis situações de perigo. Entretanto, a mesma paz não pode ser vivida quando a casa ou o ponto comercial é abastecida por instalações em condições precárias e deficitárias. “É possível que as condições não permitam o funcionamento de um ar-condicionado e, quem dirá dois ou mais ao mesmo tempo“, analisa Nelson Volyk, Gerente de Engenharia de Produtos da Sil.

Outros fatores que impactam na sobrecarga elétrica de uma casa são os chuveiros, torneiras elétricas, ferros de passar roupa e fornos elétricos. “A geladeira, embora não figure nessa lista, pode gerar um aumento de consumo em dias mais quentes, já que necessitará trabalhar mais para manter a temperatura interna”, complementa Nelson.

Para concluir, o especialista recomenda a análise criteriosa do uso de aparelhos elétricos, ressaltando a importância de desligar o ar-condicionado apenas quando os moradores se encontram fora de casa, evitando o consumo excessivo ao ligá-lo novamente.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

ARTIGO | Cidadãos exigentes: tecnologia como ferramenta de eficiência no setor público

A adoção de IA e analytics no setor público tem causado uma evolução significativa na forma como o governo opera e toma decisões. Esta...

Mulher do Tocantins que desapareceu ao chegar a São Paulo é encontrada pelas câmeras inteligentes da Prefeitura

Sistema de reconhecimento facial, que prevê 20 mil câmeras instaladas em toda a cidade, começou a funcionar no dia 9 e localizou desaparecida 4...

Secretaria Executiva do Programa Mananciais entregará quase 8 mil unidades habitacionais até o final de 2024

O Programa Mananciais já beneficiou 21 mil famílias com obras de urbanização A Secretaria Executiva do Programa Mananciais / Secretaria Municipal de Habitação – SEHAB,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui