No menu items!
26.5 C
São Paulo
segunda-feira, 26 fevereiro, 2024

5 dicas de como encarar conversas difíceis no casamento

Segundo especialista, conversas difíceis constroem relacionamentos saudáveis


Enfrentar conversas difíceis no casamento pode ser desafiador, mas é essencial para construir um relacionamento saudável e duradouro. Essas situações reforçam os caminhos de respeito e de maturidade que precisam existir na vida a dois, mas é preciso encará-las com a devida importância e honestidade. Pessoas tímidas ou que têm dificuldade de externar os sentimentos tendem a ter mais dificuldades de se comunicar quando são recebidas com ironias ou quando a outra pessoa resiste a entender e ter empatia, e isso precisa ser compreendido por quem quer, de fato, melhorar a relação através das conversas.

“Todo casal tem que entender a importância da conversa. Mesmo com a pessoa amada, muitas pessoas não conseguem falar de tabus como o sexo, inseguranças, traumas ou situações que, de certa forma, gerem desconfortos. E, apesar desses obstáculos, é preciso ter bastante esforço, pois essas conversas difíceis constroem relacionamentos saudáveis. A primeira conversa pode não ser tão boa ou um tanto constrangedora, mas com o tempo as partes se acertam e encontram um jeito de se comunicarem com mais eficiência, dando tempo ao tempo”, disse Henri Fesa, especialista em relacionamentos na Casa das Magias.

Pensando nisso, Henri Fesa, especialista em relacionamentos na Casa das Magias, dá 5 dicas de como encarar conversas difíceis no casamento:

  1. Tenha honestidade
    Quando sentir que a conversa está difícil, não fuja com situações que não existem para amenizar o que quer dizer: tenha honestidade. Busque ser fiel ao que sente e não se importe se isso te deixar emocionado(a);
  2. Trabalhe a escuta ativa
    Para que a conversa flua e que a pessoa amada se sinta mais confortável em se abrir, tenha uma escuta ativa, ou seja, ouça com atenção e interesse, ouvindo para entender, não para responder. É importante levar o assunto a sério, mesmo que para você seja bobagem;
  3. Se desprenda de crenças limitantes
    Para uma verdadeira evolução na relação, é preciso se livrar de crenças limitantes, de ressentimentos ou de situações que ficam em “stand by”. Entenda que as pessoas e seus pensamentos mudam, e se desprender de situações do passado é essencial;
  4. Pense a longo prazo
    Não foque apenas no problema em si, mas no que pode contribuir para a harmonia da relação a longo prazo. Por exemplo, em como alguns comportamentos, por mais que pareçam inofensivos, podem desgastar a relação;
  5. Defina acordos
    Comuns acordos podem e devem ser definidos, sobretudo quando é pra evitar situações que criam desconfortos para uma das partes. Acordos variam de casal para casal, mas são importantes para equilibrar as expectativas.

SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

Últimas

ARTIGO | Por que você não deve visitar Cusco e Machu Picchu de maneira Turística?

Peru... um dos destinos mais místicos do Planeta. Grande...

Como reduzir o desperdício de alimentos no Brasil com uma logística eficiente

No Brasil, o desperdício de alimentos em restaurantes é...

ARTIGO | Por que você não deve visitar Cusco e Machu Picchu de maneira Turística?

Peru... um dos destinos mais místicos do Planeta. Grande polo energético, o Chackra Umbilical da Terra. Mas o que significa isso? Que toda fonte...

Como reduzir o desperdício de alimentos no Brasil com uma logística eficiente

No Brasil, o desperdício de alimentos em restaurantes é estimado em cerca de 6 mil toneladas por ano No bilionário cenário do agronegócio, a trajetória...

Surto de dengue impacta na queda das doações de sangue no GSH Banco de Sangue de São Paulo

O GSH Banco de Sangue de São Paulo atende diariamente, das 7h às 18h, inclusive aos domingos e feriados, na Rua Tomás Carvalhal, 711,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui