Vereadores aprovam projeto de lei que dá nome de personalidades negras para 12 CEUs na Zona Leste

0
156

Entre as personalidades homenageadas há abolicionistas, cantores, escritoras, a primeira mulher advogada do Piauí, a primeira romancista negra brasileira, jogador de futebol, a primeira engenheira negra do Brasil, entre outros negros e negras que tiveram papel marcante na luta pelos direitos civis


A Câmara Municipal dos Vereadores aprovou um projeto de lei proposto pela Prefeitura que dá o nome de personalidades negras para 12 Centros Educacionais Unificados, conhecidos como CEUs. Todos estão localizados na Zona Leste, mas ainda não foram inaugurados.

“As pessoas homenageadas são personalidades negras de relevância nacional, que prestaram importantes serviços em suas áreas de atuação, os quais certamente servirão de inspiração para os estudantes e demais frequentadores dos equipamentos públicos em questão. A medida se insere numa política mais ampla de promoção da igualdade racial e valorização da diversidade étnica no Município de São Paulo e se justifica pela necessidade de aumentar a representatividade das pessoas negras dentre os homenageados em próprios municipais”, informa o projeto de Lei da gestão municipal.

“Eu talvez não seja a pessoa mais adequada para estar hoje nesta tribuna porque nunca tive que explicar para o meu filho porque ele tem que ter mais medo da polícia do que do bandido. Nunca tive que explicar para o meu filho que ele pode ser revistado ao entrar num shopping center quando outras pessoas não são. Mas estamos aqui hoje entregando um projeto que trata da denominação de 12 CEUs que nós estamos inaugurando neste ano de 2020, com os nomes de 12 personalidades negras da nossa história”, disse o prefeito Bruno Covas, em setembro, quando entregou o projeto.

Confira os novos nomes dos CEUs e quem são essas personalidades:

  • CEU Pinheirinho -> CEU Pinheirinho – Luís Gama: foi um abolicionista, orador, jornalista, escritor brasileiro e o Patrono da Abolição da Escravidão do Brasil.
  • CEU São Miguel -> CEU São Miguel – Luiz Melodia: foi ator, cantor e compositor brasileiro de MPB, rock, blues, soul e samba.
  • CEU Freguesia -> CEU Freguesia – Esperança Garcia: foi uma mulher negra escravizada brasileira, considerada a primeira mulher advogada do Piauí.
  • CEU Carrão -> CEU Carrão – Carolina Maria de Jesus: foi escritora, compositora e poetisa brasileira, conhecida por seu livro “Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada” publicado em 1960.
  • CEU Tremembé -> CEU Tremembé – Maria Firmina dos Reis: foi escritora da época, considerada a primeira romancista negra brasileira.
  • CEU Artur Alvim -> CEU Artur Alvim – Abdias do Nascimento: foi ator, poeta, escritor, dramaturgo, artista plástico, professor universitário, político e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras brasileiro.
  • CEU Taipas -> CEU Taipas – Professora Maria Beatriz Nascimento: foi historiadora, professora, roteirista, poeta e ativista pelos direitos humanos de negros e mulheres, nascida em Sergipe.
  • CEU Vila Alpina -> CEU Vila Alpina – Professora Virgínia Leone Bicudo: foi psicanalista e socióloga reconhecida, sendo a primeira pesquisadora e professora negra a ocupar um lugar de destaque na divulgação e construção da psicanálise no Brasil.
  • CEU Parque Novo Mundo -> CEU Parque Novo Mundo – Leônidas da Silva: foi um futebolista e técnico brasileiro, considerado um dos mais importantes atacantes do futebol brasileiro na primeira metade do século XX.
  • CEU Cidade Tiradentes -> CEU Cidade Tiradentes – Enedina Alves Marques: foi a primeira mulher a se formar em engenharia no Estado do Paraná e a primeira engenheira negra do Brasil.
  • CEU Parque do Carmo -> CEU Parque do Carmo – João Cândido (Almirante Negro): foi um militar brasileiro da Marinha de Guerra do Brasil, líder da Revolta da Chibata.
  • CEU José Bonifácio -> CEU José Bonifácio – Francisco José do Nascimento (Dragão do Mar): foi um líder jangadeiro, abolicionista, com participação ativa no Movimento Abolicionista no Ceará, que foi o estado pioneiro na abolição da escravidão.

O projeto ainda deve ser sancionado pelo prefeito Bruno Covas.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.