USP procura voluntários para pesquisa sobre hábitos alimentares

0
7

Cerca de 200 mil pessoas serão acompanhadas no maior estudo em alimentação e saúde do Brasil, criado para identificar as características alimentares dos brasileiros e o que influencia no aumento e diminuição das doenças crônicas


Pessoas maiores de 18 anos e que querem contribuir com informações sobre saúde e alimentação podem se inscrever para o estudo NutriNet Brasil, que faz pesquisa sobre hábitos alimentares.

Cerca de 200 mil pessoas serão acompanhadas no maior estudo em alimentação e saúde do Brasil, criado para identificar as características alimentares dos brasileiros e o que influencia no aumento e diminuição das doenças crônicas, como obesidade, hipertensão, câncer e doenças do coração.

“Estudos deste tipo, realizados em alguns países europeus e nos Estados Unidos, têm identificado padrões de alimentação que, claramente, protegem as pessoas de doenças crônicas, como a chamada “dieta mediterrânea”, ou, ao contrário, padrões que aumentam o risco daquelas doenças, como a chamada “dieta ocidental”. Entretanto, o conhecimento gerado por um estudo em determinado país nem sempre tem aplicação imediata em outros lugares, uma vez que padrões de alimentação tendem a ser específicos de cada país ou mesmo de cada região de um país”, informa o estudo.

Até agora, 80 mil pessoas já estão cadastradas, mas, para chegar aos 200 mil participantes, os pesquisadores criaram a campanha “Eu participo do #NutriNetBrasil e você?”. Chefs de cozinha renomadas, como Rita Lobo e Bela Gil, participam da campanha de incentivo.

O estudo NutriNet Brasil é desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e tem participação de outras universidades, além do Instituto Nacional do Câncer.

Para se inscrever, acesse: https://nutrinetbrasil.fsp.usp.br/


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.