Restaurantes de alto padrão se unem para ajudar ONG de imigrantes e refugiados

0
10

A ajuda acontece até o final de janeiro, nos restaurantes ou pelo delivery, através da metade da venda de arepas, um prato típico da Venezuela que se parece com uma tortilha e é feita com farinha de milho. As arepas são feitas pelos chefs, com o auxílio de 30 imigrantes venezuelanos que fizeram um “intercâmbio” nos restaurantes


A pandemia da Covid-19 afetou a vida de todo o mundo. E, para quem é imigrante e já vivia em situação de incerteza, o momento foi ainda mais desafiador.

Para amenizar os problemas gerados pela pandemia, um grupo de restaurantes de alto padrão da cidade de São Paulo se reuniram para ajudar uma organização que auxilia imigrantes e refugiados.

A ajuda acontece através da metade da venda de arepas, um prato típico da Venezuela que se parece com uma tortilha e é feita com farinha de milho. Além da Venezuela, o prato também é muito comum na Colômbia e Bolívia.

As vendas das arepas acontecem até o final de janeiro, nos restaurantes ou pelo delivery. As arepas são feitas pelos chefs, com a ajuda de 30 imigrantes venezuelanos, que fizeram um “intercâmbio” nos restaurantes, onde passaram por uma capacitação profissional de gastronomia já que muitos deles não trabalhavam com comida.

“Minha avó, que vivia nas montanhas, fazia uma arepa grande, do tamanho de uma pizza, para dividir entre toda a família. Ela mesmo colhia o milho verde e o triturava com pedras para fazer a farinha de milho”, afirma Beatriz Parra, que trabalhava com Engenharia de Sistemas na Venezuela.

Também é possível comprar um kit com seis arepas congeladas e três tipos diferentes de recheio. Quando o kit é comprado no site do projeto Mi Arepa, o cliente ganha uma aula online com chefs venezuelanos, que contam a histórias das receitas e como finalizar os pratos.

O projeto Mi Arepa é desenvolvido pela ONG Migraflix que, através da gastronomia, promove a independência econômica de mais de 800 refugiados e imigrantes de 30 países, que moram na cidade de São Paulo e em outras cidades do Brasil. “O objetivo do projeto Mi Arepa é capacitar o imigrante ao empreendedorismo, transformando suas habilidades gastronômicas em uma fonte de renda”, explica a vice-diretora da Migraflix, Camila Batista.

Confira os restaurantes participantes através do site: https://www.migraflix.com.br/miarepa


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.