Pessoas em situação de rua se formam em projeto de agricultura urbana agroecológica

0
11

Os formandos dessa turma são, majoritariamente, mulheres de 25 a 60 anos que moram no Centro de Acolhida Especial Mulheres Santo Amaro. As hortas são criadas em espaços vazios encontrados na cidade de São Paulo


Cerca de 10 pessoas em situação de rua se formaram em um projeto de agricultura urbana agroecológica, realizado pela ONG Arcah.

Foram 15 semanas de aulas práticas e teóricas dentro da Horta Social Urbana. Todos os participantes foram encaminhados por Centros de Acolhida da cidade de São Paulo.

A ideia da Horta Social Urbana é ensinar a prática de plantio agroecológico com oficinas de desenvolvimento socioemocional, sobre mercado de trabalho e estímulo a retomada dos estudos.

Os formandos dessa turma são, majoritariamente, mulheres de 25 a 60 anos que moram no Centro de Acolhida Especial Mulheres Santo Amaro.

No geral, o projeto já atendeu 300 pessoas em situação de rua, sendo que 30% retornaram para suas famílias, foram morar em uma casa nova ou conseguiram um emprego.

Parte da produção das hortas é enviada para centros temporários de acolhimento e outra parte vai para a alimentação dos alunos no período do curso. As hortas são criadas em espaços vazios encontrados na cidade de São Paulo.

A Horta Social Urbana também disponibiliza a compra de cestas com produtos orgânicos. São sete itens, entre eles:

• quatro folhas: alface mimosa, alface roxa, rúcula, catalonha, escarola e couve
• dois temperos: salsinha, cebolinha, coentro e alecrim
• uma raiz: rabanete e beterraba


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.