Pesquisadores da USP criam solução para diminuir ruído dos aviões

0
45

A solução foi encontrada com mudanças na geometria da asa de um jato parecido com a maior aeronave já produzida pela Embraer no Brasil. O barulho dos aviões afeta a vida de quem mora perto de aeroportos e pode acarretar problemas de saúde


Um dos principais problemas do setor aéreo é o barulho das aeronaves. É verdade que a modernidade já solucionou bastante o barulho feitos pelos aviões, mas, quem mora perto de aeroportos sabe bem que os aviões ainda fazem um grande barulho, que podem, inclusive, acarretar problemas de saúde, como: aumento dos batimentos cardíacos e complicações cardiovasculares.

“Os ruídos provocados pela estrutura da aeronave ficaram em evidência. Durante o voo, o ruído é mais emitido no momento da decolagem e do pouso. É aquele barulho que a gente ouve quando o avião está se aproximando, principalmente no momento da descida”, explica o professor Fernando Catalano.

Mas este problema, aparentemente, tem solução: pesquisadores do Departamento de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia de São Carlos (USP) afirmam ter conseguido reduzir 20% do ruído dos aviões.

Essa solução foi encontrada com mudanças na geometria da asa de um jato parecido com a maior aeronave já produzida pela Embraer no Brasil. “Nos ensaios, nós propusemos alterações no modelo da asa original para que, no momento em que o flap é acionado, uma espécie de borda fique exposta, resultando na redução de seis decibéis do ruído gerado. Também foram propostas modificações na geometria dos slates, reduzindo ainda mais o ruído emitido”, explica o professor e coordenador do estudo, Fernando Catalano, do SAA.

A fim de comprovar a tese, foram realizados testes em um túnel de vento do Laboratório de Aerodinâmica da Escola de Engenharia de São Carlos, com ventos que chegam a até 180 km/h, além de microfones ultrassensíveis que mostram de onde vem o barulho. Técnicos da Embraer e da NASA, a agência espacial norte-americana, também realizaram testes.

As mudanças implementadas valem tanto para aviões que estão em operação como em projetos de novas aeronaves. Proporcionando soluções baratas e de fácil aplicação, o projeto já conseguiu obter três patentes internacionais.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.