Pesquisa detecta nova técnica de mapeamento do solo que reduz custos na agricultura

0
8

Um estudo da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista (Unesp) descobriu uma técnica de mapeamento magnético que pode determinar as características agronômicas e ambientais do solo com redução de gastos com insumos e redução do impacto ambiental da produção


Redução de gastos com insumos e redução do impacto ambiental da produção. Esse é o tipo de economia sonhado por muitos agricultores e isso pode ser possível.

Um estudo da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista (Unesp) descobriu um método novo para o mapeamento mineral do solo com o potencial de aperfeiçoar a agricultura: uma técnica de mapeamento magnético que pode determinar as características agronômicas e ambientais do solo.

De acordo com a pesquisa, com as informações obtidas, os agricultores podem se orientar quanto a melhor área de plantio e a quantidade de fertilizantes, corretivos e herbicidas que podem ser usados em cada fração do terreno.

“Os solos não são iguais. Mesmo pequenas porções de terra que estão muito próximas podem apresentar composições físicas, químicas, biológicas e minerais diferentes”, explica José Marques Júnior, engenheiro agrônomo e líder da pesquisa “Caracterização do Solo para fins de Manejo Específico”.

No geral, o estudo pretende entender qual a capacidade do solo de reter nutrientes como fósforo, nitrogênio, potássio, cálcio e água e torná-los disponíveis para as plantas. “Assim como o DNA influencia as características humanas e de outras espécies, os diferentes tipos de minerais têm impacto sobre as características agronômicas e ambientais do solo. A proposta é entregar ao agricultor uma espécie de mapa genético de sua área de plantio, que poderá ser usado para diferentes práticas agrícolas”, afirma o engenheiro agrônomo Diego Silva Siqueira.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.