Padre que cuida de moradores de rua em SP é elogiado pelo Papa Francisco

0
155

A maior autoridade católica do mundo disse que o Padre Júlio Lancelotti é um “mensageiro de Deus” e o encorajou a continuar cuidando de pessoas em situação de rua, junto com a Pastoral do Povo de Rua, da Arquidiocese de São Paulo


No último domingo (11), durante discurso realizado no Vaticano, em Roma (Itália), o Papa Francisco elogiou um dos padres mais conhecidos da cidade de São Paulo: o padre Júlio Lancellotti.

O papa comentou sobre uma ligação que fez ao padre Júlio no dia anterior, sábado (10). “Ontem, consegui ligar para um padre italiano idoso, missionário da juventude no Brasil, mas sempre trabalhando com os excluídos, com os pobres. E vive essa velhice em paz: consumiu a sua vida com os pobres. Esta é a nossa Mãe Igreja, este é o mensageiro de Deus”, disse o pontífice.

O motivo da ligação foi porque o papa queria saber quais são as dificuldades enfrentadas atualmente pela Pastoral do Povo de Rua, da Arquidiocese de São Paulo, que é coordenada pelo padre Júlio Lancellotti.

“Neste sábado, 10 de outubro, às 14h15, recebi o telefonema de sua santidade o Papa Francisco que falou comigo com toda simplicidade e proximidade, perguntando sobre a população de rua, como é nossa convivência com os irmãos de rua, quais as dificuldades que sentimos. O Papa disse que viu as fotos que enviamos para ele e que sabe das dificuldades que passamos, mas que não desanimemos e façamos sempre como Jesus, estando junto dos mais pobres. Pediu para transmitir a todos os moradores de rua o seu amor e proximidade e que todos rezem por ele. Ele reza por todos nós também”, informou o Padre Júlio, através de um comunicado.

O padre Júlio Lancellotti é um dos religiosos mais atuantes em defesa das pessoas que vivem em situação de rua na cidade de São Paulo. Esse ano ele foi ameaçado duas vezes por causa de seu trabalho voluntário: em janeiro, três moradores de rua ouviram policiais militares dizerem que “a hora do padre Júlio vai chegar”; em setembro, ele foi xingado por um motoqueiro enquanto entregava comida no centro da cidade.

Formado em pedagogia, o padre Júlio Lancellotti atua na Igreja São Miguel Arcanjo, na Mooca, Zona Leste.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.