Mais de 200 pessoas já foram encontradas pelo Serviço de localização de desaparecidos da Prefeitura em 2021

0
6

Desde fevereiro, a Prefeitura tem parceria com o Metrô para exibir informações de pessoas desaparecidas nas TVs instaladas nos vagões. Em caso de desaparecimento, é importante registrar Boletim de Ocorrência e procurar a Divisão de Localização Familiar e Desaparecidos da Prefeitura de São Paulo


Desde fevereiro, vídeos com imagens de pessoas desaparecidas estão circulando na TV Minuto do Metrô de São Paulo, para que a população possa ajudar na localização de uma pessoa que está desaparecida.

A iniciativa parece ter surtido efeito: apenas no primeiro trimestre de 2021, a Divisão de Localização Familiar e Desaparecidos da Prefeitura de São Paulo conseguiu encontrar 221 pessoas que estavam desaparecidas. No ano passado, 579 pessoas foram encontradas.

Nesse mês de abril, as concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade, que administras as linhas de metrô 4-Amarela e 5-Lilás, respectivamente, também fechou parceria com a Prefeitura para exibir imagens de pessoas desaparecidas nas telas de TV que estão instaladas dentro dos vagões.

“A exibição dos alertas aumenta a chance de algum passageiro reconhecer uma pessoa desaparecida e prestar informações importantes para a localização”, explica SMDHC, Darko Hunter Vieira, diretor da Divisão de Desaparecidos da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC).

CONHECE UMA PESSOA DESAPARECIDA?

Se você conhecer alguém que está desaparecido, é preciso fazer boletim de ocorrência, no momento exato em que foi constatado o sumiço da pessoa (por algum motivo que fuja da rotina). O boletim pode ser feito pelo site: www.ssp.sp.gov.br/nbo

“Também é importante entrar em contato com outros familiares próximos, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e o Samu para ver se houve alguma ocorrência com aquela pessoa nesse período em que foi notado o desaparecimento”, explica Darko Hunter, diretor da Divisão de Desaparecidos.

Os serviços da Divisão de Desaparecidos podem ser solicitados por meio do WhatsApp (11 97549-9770), Facebook (https://www.facebook.com/DHDesaparecidos/), e-mail: [email protected], ou preencher o formulário disponível no site da SMDHC: https://form.jotformz.com/432056757936640

“Caso tenha algum registro, nós entramos em contato com o equipamento, informamos que a pessoa está desaparecida e quem é o declarante, para que o serviço possa verificar se existe o desejo de contato com o declarante do desaparecimento”, afirma Darko Hunter.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.