Instituições criam centro de pesquisa para estudar desenvolvimento infantil

0
89

Durante 10 anos, o Centro Brasileiro para o Desenvolvimento na Primeira Infância (CPAPI) vai pesquisar e apontar melhorias para a vida de crianças de até seis anos. Além de pesquisas, o CPAPI vai organizar cursos e oficinas para profissionais do setor público e estudantes


Pesquisas para o desenvolvimento da primeira infância. Este é o objetivo do recém criado Centro Brasileiro para o Desenvolvimento na Primeira Infância (CPAPI).

A instituição foi criada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo (FAPESP), em parceria com a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, e terá sede no Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper).

Além de pesquisas para o desenvolvimento da primeira infância, o CPAPI vai organizar cursos e oficinas para profissionais do setor público e para estudantes (do Ensino Médio ao Doutorado) sobre o impacto do desenvolvimento da primeira infância diante da adolescência e da vida adulta. Pesquisas também serão desenvolvidas para servirem de base para políticas públicas nos seis primeiros anos de vida das crianças. Para isso, a instituição receberá, por 10 anos, cerca de R$ 16 milhões.

“Concebido como um centro de pesquisa orientado à missão, o CPAPI utilizará a abordagem multidisciplinar para buscar solução para um problema tão complexo como o desenvolvimento na primeira infância”, disse Luiz Eugênio Mello, diretor científico da FAPESP.

Medida biológicas também serão coletadas: padrão de sono, escores de risco poligênico, redes neurais funcionais, marcadores epigenéticos. Tudo será comparado com a Caderneta de Saúde da Criança.

“Realizaremos, ainda, intervenções com os Agentes Comunitários de Saúde e avaliaremos os seus impactos nas medidas de desenvolvimento da primeira infância usando ensaios clínicos randomizados”, explicou Menezes Filho, coordenador do Centro Brasileiro para o Desenvolvimento na Primeira Infância.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.