Grupo de mulheres nordestinas trabalham em horta comunitária na Zona Leste de SP

0
207

O Grupo de Agricultoras Urbanas utiliza a horta criada no Viveiro Escola, em São Miguel Paulista, para gerar renda para suas famílias e garantir emponderamento feminino com a plantação de alimentos orgânicos


Mulheres do GAU. Assim se denomina as mulheres que fazem parte do Grupo de Agricultoras Urbanas. A maioria delas tem origem nordestina e, para matar a saudades do seu território, utilizam a agricultura como uma oportunidade de renda garantindo de R$ 500 a R$ 1.000 por mês.

O grupo foi criado em meados dos anos 2.000, quando áreas da Zona Leste foram revitalizadas pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU). Em um espaço de quase dois mil metros quadrados no Viveiro Escola, então, foi construída uma horta comunitária, onde o GAU cultiva frutas, hortaliças e Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs).

Todos os produtos são comercializados entre a comunidade e utilizados em refeições que resgatam a tradição nordestina. “A gente veio de tão longe. Eu passei três dias no caminho. Cheguei aqui com os pés todos inchados, procurando algo melhor pra mim e para minha família. Aqui, eu costumo dizer, a gente encontrou um lugarzinho para voltar às nossas origens”, afirma Vilma Martins, cozinheira e coordenadora do grupo.

O Viveiro Escola, localizado em São Miguel Paulista, é um oásis em meio a selva de pedra: tem água da bica para irrigação, sistema de coleta de água da chuva, compostagem e oferece atividades de educação ambiental.

Na horta do Grupo de Agricultoras Urbanas não são utilizados agrotóxicos e, cozinha, embalagens descartáveis também não são bem-vindas. “A gente se sente agradecida por estar produzindo isso para outras pessoas. Quando fazemos os almoços, ou quando levamos cafés, temos o prazer de dizer: 70% desses produtos que vocês estão comendo é tirado da horta do nosso quintal. Nós sabemos o que estamos plantando”, explica Vilma.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.