Governo de SP anuncia obras de parque linear no Rio Pinheiros

0
98

Além da despoluição do rio, o Governo vai revitalizar uma área de 8,2 mil metros de extensão com pista de caminhada, ciclovia, cafés e banheiros. Para o projeto, serão investidos cerca de R$ 30 milhões nos próximos cinco anos pelo Consórcio Parque Novo Rio Pinheiros


O Governo de São Paulo segue com seu plano de despoluir o Rio Pinheiros e anunciou uma nova etapa do projeto: a revitalização do rio com a criação de um parque linear que terá pista de caminhada, ciclovia, cafés e banheiros.

Para o projeto, serão investidos cerca de R$ 30 milhões nos próximos cinco anos pelo Consórcio Parque Novo Rio Pinheiros, formado pelas empresas Amarílis, Farah Service, Jardiplan e Metalu Brasil.

As obras devem começar em fevereiro de 2021 e terminar em fevereiro de 2022. Todos os atrativos serão gratuitos para a população. “O Parque Novo Rio Pinheiros é um passo na maior obra socioambiental que é a despoluição do Rio Pinheiros. É um investimento de R$ 4 bilhões do Governo do Estado em execução desde 2019 e, até dezembro de 2022, o Estado de São Paulo entrega o Rio Pinheiros totalmente limpo e despoluído à sua população, assim como entrega em 12 meses esse Parque Novo Rio Pinheiros”, explicou o governador João Doria.

O projeto prevê que essa nova área de lazer seja construída na margem oeste do canal Pinheiros, entre a sede do Pomar Urbano e a Ponte Cidade Jardim, na Zona Sul. São 8,2 mil metros de extensão fazendo a interligação com outros parques urbanos da região, como o Villa-Lobos e o Parque do Povo, no Itaim Bibi.

A previsão do Governo estadual é abrir um novo edital este ano, como complemento de um trecho de 8,9 mil metros localizado entre as pontes Cidade Jardim e do Jaguaré. As empresas licitadas poderão fazer anúncios publicitários e organizar eventos no espaço concedido.

“Esta é nossa terceira ação no âmbito do eixo revitalização com investimento privado. Tivemos a concessão da Usina SP e da Ciclovia da CPTM ano passado. Isto demonstra a confiança do mercado no projeto, cuja base é o saneamento básico. Este conjunto de medidas para trazer a população às margens permite a apropriação do espaço e a conscientização sobre o cuidado com o rio, afinal ele é de todos nós”, comemora o secretário Marcos Penido.

Até o momento, cerca de 120 mil imóveis da cidade de São Paulo foram conectados à rede de coleta e tratamento de esgoto, através do programa Novo Rio Pinheiros, até dezembro do ano passado. O Governo de SP estima que, até 2022, outras 500 mil conexões sejam feitas pelo projeto de despoluição do rio.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.