Exposição reflete sobre o “não-carnaval” com obras espalhadas por ruas de SP

0
16

Até o próximo domingo (21), quem quiser curtir ou refletir sobre este ano sem carnaval, pode visitar o circuito da mostra “NINGUÉM VAI TOMBAR NOSSA BANDEIRA”, que tem o objetivo de fazer as pessoas refletirem sobre o “não-carnaval”


Em fevereiro de 2021 não tem carnaval. Por conta da pandemia da Covid-19 a folia foi suspensa nas ruas e no sambódromo para evitar aglomerações.

Mas, quem procurar direitinho vai achar artes carnavalescas por aí…

Até o próximo domingo (21), quem quiser curtir ou refletir sobre este ano sem carnaval, pode visitar o circuito da mostra “NINGUÉM VAI TOMBAR NOSSA BANDEIRA”, que tem o objetivo de fazer as pessoas refletirem sobre o “não-carnaval”.

“Este projeto de exposição nasceu da saudade de um carnaval que não vai acontecer; do desejo de presença do corpo, suspensa por uma epidemia; da ânsia por falar e dizer; de um luto e melancolia pairando no ar; mas, e principalmente, da alegria de poder reunir artistas em festa, mesmo que distanciados”, explica o site do projeto.

Pelo site da mostra (http://bandeiras.art/) é possível acessar um mapa com todos os endereços onde as obras estão espalhadas em janelas, sacadas e ruas da cidade de São Paulo. Há obras, por exemplo, no Jardim Peri Peri, no Butantã, em Perdizes, entre outros locais.

“É possível fazer as visitas a pé, de bicicleta, ou de carro, traçando um roteiro pelas ruas de São Paulo. Sem aglomeração, como um desfile ao contrário – apesar de não termos carnaval, botamos nosso bloco na rua!”, informa o site.

As obras também estão disponíveis para visitação no Centro Cultural da Diversidade, no Itaim Bibi.

No site da mostra, visitantes também tem acesso a uma playlist de Carnaval que traz referências às obras criadas especialmente para a mostra.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.