Estudantes da USP criam projeto para combater a Covid-19 em comunidade de SP

0
11

O projeto Preta.ID proporciona ações de saúde, campanhas de doação de alimentos e totens de álcool gel para a Comunidade São Remo, localizada perto de um dos campis da USP na Zona Oeste de São Paulo


A Covid-19 chegou ao Brasil através de pessoas que estavam no exterior, principalmente na Europa. O primeiro caso da doença no país foi relatado em São Paulo, com um homem que mora em um bairro de classe média.

Porém, com o vírus já instalado em terras brasileiras ficou evidente que a população pobre se tornou a mais atingida. Em São Paulo, uma pesquisa divulgada pela Prefeitura revelou que nas regiões pobres e afastadas do Centro da cidade, o risco de morrer por Covid-19 chega a ser 10 vezes maior.

Para combater a Covid-19 nas periferias da capital paulista, um grupo de estudantes de medicina da Universidade de São Paulo (USP) criou o projeto Preta.ID que proporciona ações de saúde, campanhas de doação de alimentos, totens de álcool gel aos moradores.

A primeira iniciativa do grupo tem focado em ações na Comunidade São Remo, localizada perto de um dos campis da USP na Zona Oeste de São Paulo. “Como estudantes negros periféricos, estamos dos dois lados da ponte, e isso nos oferece um leque muito maior de perspectivas para propormos soluções sustentáveis e realmente eficazes”, disse Larissa Alexandre, aluna do segundo ano de Medicina e uma das criadoras do projeto.

O Preta.ID já foi selecionado no edital Doações Emergenciais do Fundo Baobá e garantiu R$ 2,5 mil que foram revertidos em doações de álcool gel e kits de limpeza. Em agosto, por exemplo, 4,5 toneladas de alimentos foram doadas para mais de 300 famílias moradoras da Comunidade São Remo.

Totens de álcool gel também foram instalados pela comunidade para garantir que os moradores façam a higienização necessária contra o vírus. Com essa iniciativa, o grupo fundou uma startup para promover saúde entre a população negra e busca investidores para alavancar o projeto. “A parte de impacto social já está bem consolidada e difundida com a ação que realizamos na São Remo”, diz Larissa.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.