Entre a pandemia e as eleições, instituições criam programa de metas para SP

0
27

O programa “(Re)age SP – Virando o jogo das desigualdades na cidade” está ancorado na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas e propõe com 50 objetivos concretos que são urgentes para serem implementados na capital paulista


“(Re)age SP – Virando o jogo das desigualdades na cidade” é o nome do programa de metas criado pela Fundação Tide Setubal com a Rede Nossa São Paulo que propõe 50 objetivos concretos que são urgentes para serem implementados na capital paulista.

“Diferentemente do que ocorre em outros países, onde fatores como a idade foram mais determinantes para a evolução do número de mortes por Covid, em São Paulo, o CEP é o que determina quem morre, e isso não tem a ver só com habitação, mas com acesso a saúde e educação, por exemplo. Quer dizer: um mesmo território congrega várias desigualdades e requer planejamento de longo prazo, sistêmico e de Estado, não de governo, como tem sido feito”, justifica Jorge Abrahão, coordenador-geral da Rede Nossa São Paulo.

O programa está ancorado na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) que prevê compromissos sobre desenvolvimento sustentável e redução das desigualdades para enfrentar as mudanças climáticas. “A iniciativa surge em vista do grave momento atravessado pela sociedade com a pandemia e das eleições municipais no fim deste ano, que são oportunidades positivas para repactuação de novos caminhos para a cidade”, informa as instituições organizadoras.

Pensando justamente nas eleições municipais deste ano, o (Re)age SP foi criado para ser um articulador com o Plano de Metas que o novo prefeito ou prefeita terá de criar e foram estabelecidos três grandes eixos que representam visões integradas para a cidade em 2030:

Criar oportunidades e construir uma nova economia
São exemplos de metas deste eixo:

  • reduzir a desigualdade na oferta de empregos entre o Centro de SP e as periferias;
  • mais investimentos em regiões vulneráveis;
  • diminuir as diferenças salariais entre negros X não negros e homens X mulheres;
  • criar um programa de renda básica;
  • requalificar profissionais em setores que utilizam máquinas;
  • mais internet banda larga pela cidade;
  • reduzir a emissão de CO2 no transporte.

Cuidar e educar
São exemplos de metas deste eixo:

  • reduzir a gravidez na adolescência;
  • reduzir a violência contra a mulher;
  • garantir o número adequado de alunos por professor;
  • reduzir mortes no trânsito;
  • implementar políticas para a população LGBTQI+.

Conviver e aproximar
São exemplos de metas deste eixo:

  • garantir acessibilidade das calçadas;
  • reduzir o tempo de deslocamento;
  • incentivar o uso de bicicletas;
  • oferecer moradia social para a população em situação de rua;
  • estimular a ocupação de espaços públicos.

O programa “(Re)age SP – Virando o jogo das desigualdades na cidade” completo está disponível em: https://cutt.ly/Lgzc9Q7


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.