Entre 2019 e 2020, ônibus elétricos contribuíram para diminuir a poluição na cidade de SP

0
99

Cerca de 1,1 mil tonelada de dióxido de carbono não foi jogada na atmosfera neste período com a circulação de 15 ônibus 100% elétricos na Zona Sul da cidade. No mesmo período, foi possível economizar 430 mil litros de óleo diesel pelos 740 mil km percorridos, transportando 1,8 milhão de passageiros


Desde 2018, é previsto em lei que a cidade de São Paulo substitua os ônibus a diesel por modelos menos poluentes. A lei 16.802, promulgada pelo então prefeito João Doria (hoje governador do Estado de São Paulo), determina que em 10 anos a cidade deve reduzir 50% das emissões de CO2 e em 20 anos a redução deve chegar em 100%.

Na Zona Sul da cidade, entre novembro de 2019 e setembro de 2020, 15 ônibus 100% elétricos da empresa Transwolff deixaram de jogar na atmosfera 1,1 mil tonelada de dióxido de carbono (CO2), um dos gases responsáveis pelo efeito estufa.

No mesmo período, segundo a empresa, foi possível economizar 430 mil litros de óleo diesel pelos 740 mil km percorridos, transportando 1,8 milhão de passageiros.

Estes ônibus elétricos da marca BYD possuem baterias, que são recarregadas durante a madrugada, na garagem da empresa. Para dezembro, a empresa pretende incluir mais três ônibus na frota da linha 6030-10 que circula entre a Unisa Campus 1 e o Terminal Santo Amaro.

Na última quinta-feira (10), uma coalizão de 17 investidores do setor elétrico anunciaram que vão financiar em US$ 1 bilhão a frota de ônibus elétricos nas cidades de Santiago (Chile), Medellín (Colômbia), Cidade do México (México) e São Paulo.

Com este investimento, é possível pôr mais 3.000 mil ônibus elétricos em circulação. Entre os investidores estão o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Enel e também a fabricante BYD.

De acordo com o grupo, a América Latina tem apenas 1.962 ônibus elétricos em circulação.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.